Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apresentado, Bill promete fazer história no Santos

Por Sanches Filho

Santos – Depois de duas atuações discretas e nenhum gol marcado, Bill prometeu ser a solução para a camisa 9 do Santos, sem dono desde as saídas de Borges e Alan Kardec, ao ser apresentado oficialmente nesta terça-feira à tarde, na sala de entrevistas do Centro de Treinamento Rei Pelé.

“Acho que posso fazer muita coisa pelo Santos e estou muito feliz por estar aqui”, disse o atacante, que agradeceu três vezes os dirigentes santistas por acreditarem na sua recuperação, e beijou duas vezes o escudo do clube.

O entusiasmo de Bill ao chegar no Santos tem explicação. Depois de fazer sucesso no Coritiba em 2010, essa será a sua terceira, e provavelmente última, oportunidade em um clube de ponta do futebol brasileiro. As duas anteriores foram no Corinthians, em 2009, quando marcou apenas dois gols em 18 jogos, e no começo deste ano. Ele foi escalado duas vezes por Tite e não fez gol. Parecia condenado a perambular por equipes pequenas, mas aí surgiu o interesse do Santos.

A intenção de Bill é repetir com a camisa do Santos o bom aproveitamento que teve no Coritiba em 2010, quando marcou 25 gols em 62 jogos e foi decisivo na campanha que reconduziu o clube paranaense à Série A do Campeonato Brasileiro. Ele justificou o fraco futebol apresentado na estreia (derrota por 2 a 0 do Santos contra o Atlético-MG) e diante da Ponte Preta (perdeu duas oportunidades de gol) com a falta de ritmo.

“Vim com a intenção de jogar e ajudar a equipe, apesar da dificuldade”, afirmou, em alusão ao risco que o time tem de voltar à zona de rebaixamento se não ganhar do Náutico, domingo à noite, no Recife. “Espero recuperar a forma em pouco tempo e acredito que vamos dar a volta por cima porque o Santos é uma grande equipe”, finalizou.