Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Após tragédia, Federação anuncia cancelamento do Campeonato Egípcio

Por Da Redação - 10 mar 2012, 19h55

Pouco mais de um mês após a tragédia que deixou 74 mortos em Port Said, a Federação de Futebol do Egito (EFA) anunciou neste sábado o cancelamento da atual temporada do campeonato nacional. A decisão foi tomada pelo pouco tempo para se realizar o restante das partidas, uma vez que a seleção do país precisa iniciar sua preparação para as eliminatórias da Copa Africana de Nações de 2013 e do Mundial de 2014, além dos Jogos Olímpicos de Londres, em agosto.

O porta-voz da Federação, Azmy Megahed, disse que os 18 times jogarão um torneio amistoso entre 29 de março e 18 de maio no lugar da competição, em estádios vazios, para levantar dinheiro às famílias das vítimas da briga generalizada que aconteceu em 1º de fevereiro. Além dos 74 mortos, mais de 150 pessoas ficaram feridas na partida entre Al Masry e Al Ahly.

Confronto – A tragédia começou depois que torcedores do Al Masry, mandante e vencedor do jogo, invadiram o gramado para agredir a equipe e comissão técnica do Al Ahly. Pelo incidente, o Al Masry não poderá participar da nova competição, batizada de “Copa dos Mártires”.

À época, o governo egípicio decretou três dias de luto no país e, desde então, o campeonato nacional estava suspenso. Embora os principais clube do país tenham demonstrado o interesse em manter a Liga, o governo não conseguiu dar garantias totais de segurança para a retomada da competição.

Publicidade

(com agência GazetaPress)

Publicidade