Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após sondar Borges, Sampaio promete esforço por reforços de Felipão

Por Da Redação 10 Maio 2012, 02h32

No dia em que Luiz Felipe Scolari instalou uma nova turbulência no Palmeiras, restou ao gerente de futebol César Sampaio apagar o incêndio. Sem perder o tradicional discurso sereno, o ex-volante promete trabalho para contratar jogadores de bom nível ao Verdão, mesmo com o orçamento apertado.

‘Eu tenho conversado com oito nomes, dois deles estão mais próximos. São todos os nomes previstos na lista do Felipão, agora pensamos em uma engenharia financeira’, disse o dirigente.

Um nome cogitado no Verdão foi escancarado por Luiz Felipe Scolari: o centroavante Borges, do Santos, que viria para disputar a posição com Barcos e preencher a lacuna pelas saídas de Fernandão e Ricardo Bueno. No entanto, as negociações com o artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado não evoluíram.

‘Existia a possibilidade com esse atleta, algumas conversas, mas descartamos, é um jogador que está bem empregado, foram apenas sondagens, o Santos não pensa em se desfazer’, avisou César Sampaio.

Na entrevista concedida na Arena Barueri, César Sampaio apresentou oscilações no discurso. Primeiro, deu sinais de discordância sobre as críticas públicas em que Felipão exigiu que a diretoria assuma a falta de recursos para contratações baladas. ‘Na semana passada, eu dei uma entrevista dizendo justamente que o Palmeiras não tem dinheiro’, explicou.

Em compensação, César Sampaio também procurou entender a situação de Felipão, que recebeu, após o Campeonato Paulista, apenas reforços de agremiações do interior. ‘O Felipão está certo, ele é cobrado por títulos, está vendo a necessidade que tem’, concordou.

Continua após a publicidade
Publicidade