Clique e assine a partir de 8,90/mês

Após sofrer para dormir, Cielo promete turbina ligada na semifinal

Por Da Redação - 2 ago 2012, 09h09

As dificuldades de uma boa noite de sono também são obstáculos para atletas de alto rendimento na Olimpíada de Londres. Em entrevista à TV Record, Cesar Cielo reconhece que a adrenalina da final dos 100m livre dificultou seu descanso para as eliminatórias dos 50m livre, na manhã desta quinta-feira.

‘Foi difícil dormir, eu estava uma pilha’, explicou o paulista, que marcou o segundo melhor tempo da prova que é o atual campeão olímpico e mundial e promete deixar de lado o sexto lugar dos 100m livre no dia anterior. ‘Ontem já foi, passou, agora é nadar rápido nos 50m’, emendou.

Na eliminatória, Cielo fez o segundo tempo da classificação geral, com 21s80. Ele considera que pode apresentar uma melhora significativa para a semifinal do período da tarde.

‘Foi o mínimo que eu precisava fazer, dei uma respirada. Guardei para a noite, quando tem que trazer turbina ligada’, disse.

Na mesma prova, outro brasileiro obteve um desempenho consistente. Bruno Fratus esteve na mesma bateria de Cielo e foi o segundo colocado (terceiro no geral), com 21s82. Ele cita que também não deu todo o seu potencial.

‘Essa eliminatória foi até mais fraca do que eu esperava, consegui respirar, diminuir o ritmo. Fui bem na saída, deu a chance de respirar’, comentou Fratus, que evita analisar, por enquanto, suas chances em uma possível final. ‘O primeiro grande desafio é ir para a semifinal, um passo de cada vez’, completou.

Continua após a publicidade
Publicidade