Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após recusar o Santos, japonês quer aprender marcando Neymar

Apesar de ter recusado proposta do Santos, o lateral direito Hiroki Sakai, do Kashima Antlers, acredita que irá aprender com o maior destaque do time brasileiro. Na quarta-feira, às 8h30 (de Brasília), quando o time japonês encara o Peixe pela semifinal do Mundial de Clubes, em Toyota, Sakai deve travar um duelo particular com Neymar, que costuma jogar pelo lado esquerdo do ataque da equipe brasileira.

‘Só de enfrentá-lo, já vou aprender muito. Será um aprendizado para os próximos jogos. E também não estarei sozinho na marcação’, discursou o jogador nipônico, que promete esforço para barrar os avanços do camisa 11 alvinegro, apesar das reconhecidas dificuldades. ‘Vou tentar marcá-lo, mas ele tem muita habilidade’.Além de Neymar, atleta santista mais conhecido pelos anfitriões, os demais rivais também preocupam Hiroki Sakai. Conhecido pelos avanços constantes ao setor ofensivo e pela qualidade no cruzamento, ele provavelmente será mais cauteloso diante dos perigosos homens de frente do oponente. ‘O Santos tem grandes jogadores, não só o Neymar. É um time de qualidade’.

Sakai, que dois anos atrás defendeu o Mogi Mirim, foi indicado à comissão técnica de Muricy Ramalho pelo gerente de futebol Nei Pandolfo. Em visita preliminar ao Japão, o ex-atleta e agora dirigente assistiu a jogos do Kashiwa e gostou do desempenho do jogador. Mais tarde, dias antes da chegada da delegação à Ásia para o Mundial, o vice-presidente santista, Odílio Rodrigues, confirmou que havia feito contatos iniciais com o clube japonês.

O Kashiwa disse aos brasileiros que não vai vendê-lo antes dos Jogos Olímpicos de 2012. A ideia é que o lateral direito de 21 anos e 1,83m, tido como sensação em seu país, tenha os direitos econômicos valorizados depois de defender a seleção olímpica local em Londres. A negativa não decepciona o ala. ‘Fiquei feliz pela proposta, mas já tinha decidido ficar no Reysol’.