Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Após polêmica, Leão evita comentar saída de Teixeira

Por Da Redação 13 mar 2012, 14h12

Por Fernando Faro

São Paulo – A renúncia de Ricardo Teixeira à presidência da CBF ainda repercute nos clubes brasileiros. Técnico da seleção brasileira entre 2000 e 2001, Emerson Leão não quis mais falar sobre o ex-homem forte da entidade que rege o futebol nacional.

Questionado se a saída do dirigente seria benéfica ou maléfica para o País, o comandante do São Paulo pediu desculpas ao repórter, mas não quis tocar mais no assunto. “Entendo sua pergunta, ela faz todo o sentido, é pertinente, mas não quero mais falar sobre isso. Chega. Acabou, é passado”, explicou.

Leão mudou o tom quando falou sobre suas expectativas para a gestão de José Maria Marín. Apesar do novo presidente da CBF falar em continuísmo, o treinador elogiou sua experiência política. Marín tem relação muito próxima com o São Paulo e inclusive jogou pelo clube na década de 50.

“Eu o conheço há mais de 40 anos e tenho certeza de que tentará fazer o seu melhor. Muito se tem falado sobre sua idade (79 anos), mas isso também acarreta em experiência e o Marín é um político. O que precisamos torcer é para que ele tenha bons assessores”, afirmou.

Leão havia entrado em atrito com a CBF, então liderada por Teixeira, no final de fevereiro, por conta da convocação de Lucas para o amistoso da seleção brasileira contra a Bósnia, na Suíça. A escalação do meia iria impedir sua participação no clássico com o Palmeiras dois dias antes, pelo Paulistão.

A CBF, contudo, recuou após críticas públicas de Leão e liberou o atleta para viajar após a disputa do clássico. Por conta da polêmica, a entidade ameaçou entrar com uma representação contra o treinador no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)