Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Após nova derrota, Muricy cobra evolução do Santos

Por Da Redação - 6 out 2011, 10h32

Por AE

Porto Alegre – O Santos chegou à sua terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro, ao perder por 1 a 0 para o Grêmio, na noite de quarta-feira, no Estádio Olímpico, em Porto Alegre. O retrospecto recente da equipe, que já havia perdido para Figueirense e Fluminense, irritou o técnico Muricy Ramalho. E ele cobrou uma evolução imediata do time santista.

“Nós não jogamos bem. Um time que é campeão paulista, da Libertadores, precisa jogar melhor. Criamos algumas oportunidades, mas não foi nada consistente. Foi porque temos jogadores que fazem a diferença individualmente. Temos que melhorar bastante”, avaliou Muricy, após a derrota santista no Olímpico. “Não jogamos como precisamos jogar”, completou.

Apesar da insatisfação, o treinador negou que o grupo já esteja pensando no Mundial de Clubes, que disputará em dezembro, no Japão, e, com isso, tenha deixado a disputa do Brasileirão em segundo plano. Para ele, o jogador que atua em uma equipe como o Santos tem a “obrigação” de estar motivado em cada partida que entrar em campo.

Publicidade

“Acho que a palavra motivação não existe, é uma grande mentira no futebol. O cara está no Santos, recebe o quanto recebe, tem o tratamento ideal e você tem que motivar o cara? Ele já tem que estar motivado. Ninguém precisa me motivar, eu estou lá todo dia trabalhando duro. É obrigação nossa trabalhar”, afirmou Muricy.

Publicidade