Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após morte de Simoncelli, Edwards desabafa: ‘Não pude fazer nada’

Por Da Redação 1 nov 2011, 07h11

O norte-americano Colin Edwards, da Yamaha Tech 3, manifestou-se nesta terça-feira sobre o acidente que vitimou o italiano Marco Simoncelli na etapa de Sepang da MotoGP, duas semanas atrás. As informações são do jornal italiano Gazzetta dello Sport.

A moto de Edwards foi a que atingiu em cheio o corpo do italiano. Amigo e compatriota de Simoncelli, Valentino Rossi, da Ducati, também se envolveu no choque. O piloto da Gresini ficou estirado no chão e, logo depois, sua morte foi confirmada.

‘Já me fiz mil perguntas. O que teria acontecido se eu não tivesse feito isso, se ele teria reagido de maneira diferente. Mas eu vi as fotos do acidente e encontrei a resposta imediatamente: eu não podia fazer nada para ter evitado Marco’, disse.

‘E Valentino também não podia fazer nada, como eu. É difícil perder um amigo. Perdemos uma estrela brilhante. Marco era muito amado pelos fãs por sua personalidade, seu caráter, e seu carisma’, acrescentou o norte-americano.

Na última etapa do calendário, o GP de Valência, no próximo domingo, dia 6, Edwards já anunciou que não participará. A equipe Gresini, pela qual Simoncelli corria, irá correr tanto na principal categoria quanto na Moto2.

Continua após a publicidade
Publicidade