Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após mais um ouro, Usain Bolt rebate presidente do COI

Após a conquista de três medalhas de ouro nas Olimpíadas de Londres por Usain Bolt, nos 100m resos, nos 200m e no revezamento 4x100m, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, falou que ainda não considera o jamaicano uma lenda no atletismo. Imediatamente depois das declarações do dirigente, o homem mais rápido do mundo as rebateu.

‘Eu gostaria de responder com uma pergunta: o que mais eu preciso fazer para virar uma lenda? Eu não sei o que mais fazer. Na próxima vez, pergunte a ele o que ele acha que é preciso ser feito’, disse, ironicamente.

Na última quinta-feira, dias depois da vitória nos 100 metros e pouco antes do triunfo nos 200m, Rogge foi enfático: ‘Neste momento, é um ícone, não uma lenda. A carreira de Usain Bolt deve ser julgada na hora da sua despedida’.

Mas, após as duas primeiras medalhas de Bolt em Londres, o próprio velocista fez questão de falar sobre o seu desempenho. ‘Foi o que vim fazer aqui. Fiz o que queria. Agora eu sou uma lenda. Estou na mesma categoria de Michael Johnson. E me sinto honrado por isso porque cresci vendo ele quebrar recordes mundiais. É um grande atleta. Eu não tenho nada a provar. Mostrei ao mundo que sou o melhor e, agora, só quero me divertir’, falou o atleta da Jamaica.

Mesmo assim, o presidente do COI ainda acredita que Usain Bolt está atrás do norte-americano Carl Lewis, atleta que o próprio jamaicano já disse não respeitar por ele ter falado, no passado, muita ‘bobagem’ sobre outros esportistas.

‘Lewis participou de quatro Olimpíadas e ganhou, pelo menos, uma em cada uma delas. É uma lenda. Se Usain Bolt continuar em forma e motivado, ele será capaz de participar de quatro Jogos’, finalizou Jacques Rogge.

(Com agência GazetaPress)