Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após homenagem a Marcos, Carmona se sente na história por gol

O meia Pedro Carmona acredita que colocou seu nome na história do Palmeiras com o gol marcado no sábado, na vitória por 1 a 0 sobre o Ajax, da Holanda. Mais do que a importância do amistoso, o jogador vibra por ter balançado as redes justamente em um dia de homenagens ao ex-goleiro Marcos, que estava nas tribunas do Pacaembu.

‘Só depois que caiu a ficha de que entrei para a história em um jogo muito importante, porque era a despedida de um ícone. Além disso, eu vesti a camisa com o nome dele e com o número dele invertido, pois eu estava com a 21. É um fato marcante e nunca vou me esquecer’, afirmou.

Marcos anunciou sua aposentadoria no início deste ano e, no sábado, viu uma série de festejos em torno de seu nome. Apesar de não ter entrado em campo, o ex-goleiro pôde comemorar, depois de a torcida ter realizado uma ?procissão’ em sua referência.

Em campo, todos os jogadores do Verdão usaram o nome do ídolo na camisa. Nos acréscimos da partida, Carmona aproveitou cruzamento de Luan para mandar de cabeça e decretar o placar positivo por 1 a 0.

Na comemoração, o meia fingiu ser um goleiro que defendia um pênalti, que era cobrado por Maikon Leite. Ambos iniciaram o amistoso na reserva, mas ensaiaram antes da partida.

‘Eu e Maikon Leite conversamos antes do jogo e combinamos que quem fizesse o gol seria goleiro e o outro bateria o pênalti. Estávamos na reserva e brincamos que o mais difícil seria fazer o gol. Mas deu tudo certinho, como combinamos no vestiário, e ajoelhamos com os braços para cima’, completou.