Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Após golaço, Neymar convida Ronaldinho a retornar à Vila

Jovem craque e astro veterano fizeram outro grande duelo na noite de quarta

Por Da Redação 18 out 2012, 09h01

Depois de desfalcar o Santos por boa parte do campeonato por causa da seleção, Neymar será impedido de jogar diante dos brasileiros mais uma vez – foi punido pelo STJD

Neymar e Ronaldinho Gaúcho foram os personagens principais de um dos duelos mais emocionantes do futebol brasileiro nos últimos tempos: a vitória do Flamengo sobre o Santos por 5 a 4, no dia 27 de julho do ano passado, na Vila Belmiro. Os dois voltaram a se enfrentar no empate entre Santos e Atlético-MG, por 2 a 2, na noite de quarta-feira, na Vila Belmiro. Desta vez, o jovem craque santista brilhou mais do que o astro atleticano, marcando mais um gol antológico para seu currículo (assista no vídeo abaixo). Feliz com mais uma boa atuação contra Ronaldinho, a quem abraçou calorosamente antes da partida, Neymar brincou com o camisa 49 atleticano depois do apito final. “Espero que ele venha mais vezes”, afirmou, lembrando que tem levado sorte nos duelos com o Gaúcho, apontado por Neymar um dos seus ídolos no futebol.

Tabela: confira a classificação, os resultados e os próximos jogos do Brasileirão

Ao comentar seu belo gol, em que driblou Rafael Marques, Leonardo Silva e Júnior César antes de finalizar no canto direito de Victor, Neymar explicou que a jogada não foi pensada e saiu naturalmente. “O futebol é improviso. Não foi nada planejado. Você imagina uma coisa na concentração, mas na hora do jogo tudo pode mudar. Aí você fica sujeito à improvisação. Deu certo. Pensei rápido para sair nas melhores condições possíveis dos marcadores. Depois, esperei e chutei no canto”, contou. Ausente de boa parte da campanha do Santos no Brasileirão por causa da seleção, Neymar completou 200 jogos com a camisa do clube na quarta. Os torcedores brasileiros perderão mais uma chance de vê-lo de perto no domingo, no jogo contra a Ponte Preta. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu suspendê-lo por dois jogos por causa da expulsão no jogo contra o Grêmio, em Porto Alegre (um lance normal, em que a suspensão automática de um jogo já seria punição suficiente).

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade