Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após gastar R$ 8 bi com estádios, Brasil só poderá ter duas sedes nas Eliminatórias

Nova regra da Conmebol impedirá que ao menos dez das 12 arenas construídas ou reformadas para a Copa do Mundo sejam usadas pela seleção

Não bastasse mais uma eliminação vexatória da seleção brasileira, desta vez na Copa América, o futebol nacional sofreu mais uma derrota nesta segunda-feira. A Conmebol anunciou que o Brasil e as outras seleções só poderão ter, no máximo, duas sedes para as Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Com isso, o país não poderá usar ao menos dez das 12 arenas construídas ou reformados para a Copa do Mundo a um custo total de mais de 8 bilhões de reais.

Leia também:

Del Nero diz que Brasil perdeu por erro individual e pretende manter Dunga

Thiago Silva ‘se lembra’ de mão na bola e admite culpa por eliminação

Dunga diz que ‘virose’ atrapalhou seleção no adeus à Copa América

Brasil perde nos pênaltis e é eliminado da Copa América pelo Paraguai

A cidade favorita a receber os jogos da seleção brasileira é o Rio de Janeiro, pela proximidade com a Granja Comary, em Teresópolis, tradicional local dos treinamentos da seleção. O Maracanã, que não foi usado pela seleção na Copa mas sediou a final do evento, parece ser a opção mais óbvia, mas o Engenhão também está disponível. As outras capitais que estão na disputa são São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza e Salvador. A determinação da Conmebol exige que os estádios escolhidos estejam próximos dos aeroportos internacionais para facilitar o acesso dos torcedores.

Os países mais afetados pela nova determinação são Brasil e Venezuela, que costumam revezar as sedes de suas partidas – em momentos conturbados, o Brasil joga no Nordeste, pelo clima quente e pelo maior apoio da torcida. Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai jogam sempre em suas respectivas capitais. A Argentina só atuou em duas das oito partidas das Eliminatórias fora da capital Buenos Aires e a Colômbia, por sua vez, costuma jogar em Barranquilla.

A tabela para a próxima edição das Eliminatórias será divulgada no dia 25 de julho em sorteio na cidade russa de São Petersburgo. A América do Sul possui quatro vagas diretas e uma para disputa da repescagem para o Mundial da Rússia.

(com Estadão Conteúdo)