Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após estrear no Santos, Fucile esbanja bom humor em sua apresentação

O lateral direito Fucile teve a sua situação regularizada e já estreou no Santos, no segundo tempo da vitória sobre o Botafogo-SP, nesta quinta-feira, no Estádio Santa Cruz. Novo reforço do clube, o uruguaio impressionou o técnico Muricy Ramalho. Mas, além da boa atuação e dos elogios do chefe, Fucile chamou a atenção por outro fator: a sua animação.

Bem humorado, o ala direito saudou os jornalistas presentes com um ‘Beleza’, ao sentar na mesa da Sala de Entrevistas Coletivas da Vila Belmiro. Sobre as suas características, Fucile brincou com um repórter, que havia perguntado como seria jogar em um time considerado de muita qualidade técnica no futebol brasileiro.

‘Você quer dizer que eu não sou técnico? Sou técnico também’, ironizou o uruguaio, antes de ouvir o restante da indagação e falar sobre as suas principais características. ‘Sou técnico também. O Porto (de Portugal, onde atuava) tinha um estilo de jogo assim. Joguei durante seis anos ali e fui titular quase sempre. Acho que tenho condições jogar em qualquer equipe. Aqui, vou ter mais possibilidade de avançar, liberdade para atacar e fazer o meu jogo. Espero que fiquem contentes comigo’, comentou.

Sobre a sua estreia, Fucile comemorou a atuação diante do Botinha e não poupou elogios a Neymar, que desequilibrou a partida ao marcar três gols e dar o passe para o quarto. ‘Me senti muito bem. É um desafio jogar aqui, em uma das ligas mais fortes do mundo, e acho que fiz uma boa estreia. Mas ainda tenho muito para melhorar. Quanto ao Neymar, ele é fora de série. Como jogador, vocês sabem a qualidade dele, não preciso nem falar. Ontem (quinta) ele fez a diferença’, destacou.

O alto astral de Fucile só ficou de lado quando foi levantada a hipótese de ele deixar o Alvinegro Praiano na metade deste ano, devido a uma cláusula colocada pelo Porto no seu contrato de empréstimo. No vínculo, os santistas são obrigados a liberarem o lateral caso apareça alguma proposta do futebol europeu e o clube brasileiro resolva não cobrir a oferta. Sem se envolver em polêmica, Fucile foi direto na resposta: ‘Sou jogador do Santos até que se acabe o meu contrato’, resumiu.

Já sobre a participação na Copa Libertadores da América, competição que o ala uruguaio do Santos irá disputar pela primeira vez em sua carreira, Fucile demonstrou ansiedade para a chegada da estreia, diante do The Strongest (Bolívia), na próxima quarta, em La Paz.

‘Temos que começar com o ?pé-direito?. Sabemos que a Libertadores é complicada, ainda mais o primeiro jogo. É muito complicado jogar lá na Bolívia, por causa da altitude (de 3.660 metros), mas queremos ganhar. O mais importante é trazer os três pontos na bagagem’, concluiu Fucile, de 27 anos e que disputou a última Copa do Mundo, como titular da Seleção Uruguaia.