Clique e assine a partir de 9,90/mês

Após duas vitórias, Seleção testa confiança diante do México

Por Da Redação - 2 jun 2012, 20h02

Com uma base olímpica em testes, a Seleção Brasileira surpreendeu nos dois amistosos iniciais da excursão pelo exterior. O próprio técnico Mano Menezes esbanjou sinceridade ao falar que não esperava triunfos tão convincentes contra Dinamarca e Estados Unidos. Agora, é o momento de confirmar a ascensão no jogo contra um rival perigoso, o México, neste domingo, às 16h06 (de Brasília), no Cowboys Stadium, em Dallas (EUA).

‘Nosso ambiente está maravilhoso, mas não podemos deixar cair só porque vencemos dois amistosos, devemos continuar trabalhando da mesma forma’, decreta o lateral direito Danilo.

Os resultados positivos na Alemanha e nos Estados Unidos ofuscaram a pressão sobre Mano Menezes. Ainda assim, o técnico conhece as surpresas que o futebol proporciona. Então, não muda o tom de voz ao falar da boa fase do time com a base olímpica.

‘Precisamos sempre de cuidado com aqueles que apresentam aquele discurso mais radical. Podemos ser enganados com o excesso de críticas negativas e também com as colocações positivas. O importante é que a torcida entenda o nosso trabalho’, diz Mano Menezes.

Na escalação, a comissão técnica brasileira irá manter a base dos jogos anteriores, mas não descarta alguma experiência. O atacante Alexandre Pato é o favorito para ganhar uma chance no comando de ataque, no lugar de Leandro Damião. Aparentemente livre de lesões, o atacante Milan, da Itália, quer mostrar que ainda deve ser encarado como uma grande opção para a Seleção.

‘Eu tenho 22 anos, saí do País com apenas 17 anos, já fui campeão mundial e sou o quinto maior artilheiro do Milan. Consegui tudo isso com apenas quatro ou cinco anos de carreira. Por isso, sou um cara feliz e tranquilo, ciente que tenho muito a demonstrar’, avisa.

Do lado mexicano, também há um sentimento positivo em função das recentes vitórias sobre País de Gales e Bósnia e Hezergovina. Sob o comando do técnico José Manuel de la Torre, foram contabilizadas 14 vitórias, quatro empates e apenas duas derrotas.

No entanto, a comissão técnica mexicana lamenta o desfalque do zagueiro Rafa Márquez em virtude de uma lesão. A expectativa da torcida está na chance da presença do atacante Javier Hernández, do Manchester United (Inglaterra), como titular do time.

O último amistoso entre Brasil e México foi disputado em outubro do ano passado, na cidade de Torréon. Na ocasião, a Seleção obteve um triunfo heroico por 2 a 1 mesmo com um jogador a menos em virtude da expulsão de Daniel Alves. O gol salvador foi do lateral esquerdo Marcelo.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

BRASIL x MÉXICO

Local: Cowboys Stadium, em Dallas (Estados Unidos)

Data: 3 de junho de 2012, domingo

Horário: 16h06 (de Brasília)

Árbitro: não divulgado

BRASIL: Rafael; Danilo, Thiago Silva, Juan e Marcelo; Sandro, Rômulo e Oscar; Hulk, Leandro Damião (Alexandre Pato) e Neymar.

Técnico: Mano Menezes.

MÉXICO: Ochoa; Meza, Rodríguez, Salcido e Torres ; Andrade, Zavala e Barrera; Giovani dos Santos; De Nígris e Hernandes

Técnico: José Manuel de la Torre.

Continua após a publicidade
Publicidade