Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após disputa no Castelão, torcida brasileira domina capital

Em Fortaleza, mexicanos invadiram festa do público local. Em Brasília, porém, a alegria era toda dos donos da casa, com poucos camaroneses vindo ao estádio

Por Giancarlo Lepiani, com fotos de Ivan Pacheco, de Brasília 23 jun 2014, 15h58

Enquanto manifestantes se concentravam na rodoviária de Brasília para mais um protesto em dia de jogo da seleção, a chegada ao Estádio Nacional Mané Garrincha era tranquila na tarde desta segunda-feira – e, ao contrário da partida anterior, quando a torcida brasileira teve de disputar espaço com os mexicanos no estádio, na capital federal os donos da casa voltaram a dominar. Com pequenos grupos de camaroneses e uma multidão de torcedores vindos de todas as partes do Brasil, o clima era festivo e tranquilo nos arredores da arena mais cara da Copa do Mundo nas horas que antecederam a partida decisiva da fase de grupos. Que os atletas da seleção aproveitem o apoio majoritário no estádio nesta segunda – pois caso fique em primeiro lugar de sua chave, como todos esperam, a anfitriã do Mundial encontrará outra torcida visitante barulhenta e numerosa, a do Chile, no sábado, em Belo Horizonte.

Leia também:

Para impedir catástrofe, o Brasil aprova a tensão do 3º jogo​

Para Felipão, é a hora de confiar em um Brasil já aprovado

Chance para o Brasil brilhar? O time pensa só em resultado

Jogos suspeitos das Copas têm Alemanha e, sim, Holanda�

Brasil x Camarões: 20 anos depois, um reencontro na Copa

Continua após a publicidade
Publicidade