Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após dia complicado, Scheidt e Prada asseguram a liderança da Miami OCR

Em um dia complicado de disputa, nesta sexta-feira, Robert Scheidt e Bruno Prada conseguiram assegurar a primeira colocação na classificação geral do Rolex Miami OCR, primeira etapa da Copa do Mundo de Vela.

Na primeira regata do quinto dia, os brasileiros foram penalizados com bandeira amarela, que obriga os velejadores a rodarem 720com a embarcação, e ficaram somente com o quarto lugar, chegando a serem ultrapassados na geral pelos suecos Fredrik Loof e Max Salminen.

Porém, na segunda regata, Scheidt e Prada conseguiram se recuperar e venceram, recuperando a ponta do torneio. A dupla está agora com 31 pontos perdidos. Em seguida vêm os suecos Loof e Salminen, com 33 e os noruegueses Eivind Melleby e Petter Morland Pedersen, com 38 pontos desperdiçados.

‘É até normal, numa disputa acirrada, com muitos barcos (29 estão em disputa na classe Star em Miami). Nós estávamos em primeiro, caímos para sétimo, mas nos recuperamos e conseguimos terminar em quarto. Depois vencemos a segunda regata. No conjunto, foi um bom dia de disputas’, ressaltou Bruno Prada, analisando o desempenho da dupla.

A dupla brasileira de velejadores vai disputar agora a medal race, neste sábado, em busca do bicampeonato. Na prova, as dez duplas mais bem classificadas do torneio disputam o título do Miami OCR. Segundo Prada, seis delas entram na etapa com chances de título.

‘Não dá para velejar só contra os suecos. Teremos de prestar atenção também nos noruegueses e em outros adversários, como os franceses, os suíços e os irlandeses’, disse. ‘É uma disputa muito difícil, e quanto mais medal race pudermos disputar, melhor para a nossa preparação para a Olimpíada’, finalizou o companheiro de Scheidt.