Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Após desistir de Pelé jogando Mundial, Santos busca acordo com o Rei

Por Da Redação 1 nov 2011, 08h59

O Santos tentou inscrever Pelé para o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Mas, o próprio Rei descartou a hipótese de jogar poucos minutos de uma partida, como ação de marketing do clube. Entretanto, o Peixe agora negocia uma relação diferente com o Atleta do Século XX. Os santistas discutem os detalhes de um acordo, no qual Pelé terá a função de ser o garoto-propaganda do time da Vila Belmiro em 2012, ano do centenário alvinegro.

Segundo o gerente de marketing do Santos, Armênio Neto, a intenção do clube é fechar uma parceria profissional com o Rei. Desta forma, Pelé teria o compromisso de estar presente nos eventos em que o Peixe solicitar previamente a sua presença.

Desta forma, o eterno camisa 10 santista teria que abrir espaço em sua agenda para comparecer nas festividades do clube, mediante uma remuneração fixa estabelecida entre as duas partes.

‘Pelé retornou dia 28 (de outubro, última sexta-feira) ao país e vamos nos sentar nos próximos dias para acertar os últimos pontos do contrato. Sabemos que ele tem a maior boa vontade do mundo em estar nos eventos do clube, só que ele não tem um contrato profissional com o Santos desde 1974, quando parou de jogar pela primeira vez. Por isso, acho que não podemos exigir que ele nos dê a única coisa que o Pelé tem para vender hoje em dia, que é a imagem dele’, explicou Neto.

O Rei impôs a condição que o limite de suas participações em eventos do clube não seja tão alto, pois ele já assumiu uma série de compromissos em eventos para o ano que vem. A cúpula alvinegra, por sua vez, também não quer desperdiçar a imagem de Pelé em eventos de pequeno porte.

‘Vamos fazer o mesmo que as empresas que patrocinam o Neymar fazem. Só que diferença é que somos um clube e as nossas necessidades variam, são diferentes. Agora, não tenha dúvidas de que a festa do centenário, para efeitos de mídia, com o Pelé é uma coisa. Sem ele, é outra completamente diferente. Por exemplo, uma ação para atingir uma determinada marca de novos associados com a imagem dele na campanha é bem mais valiosa’, comentou o gerente de marketing do Santos.

Mesmo antes da assinatura do vínculo com o Rei, o Peixe deve aproveitar e realizar ações para explorar a imagem de Pelé, durante o Mundial. No entanto, assim como a participação do Atleta do Século XX foi descartada em campo, os santistas não pretendem nomeá-lo chefe de delegação da equipe no Japão.

‘Ele não será o nosso chefe de delegação, pois esse cargo durante a competição não é algo meramente figurativo. É uma função que requer muito trabalho e queremos aproveitar a presença do Pelé de um outro jeito, para fins comerciais. Deveremos ter ações no Japão em que a imagem do Santos vai estar atrelada a ele e, assim, nosso apelo de público e mídia será bem maior’, encerrou Armênio Neto.

Continua após a publicidade
Publicidade