Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após derrota no Maranhão, Palmeiras demite Gilson Kleina

Maus resultados no ano do centenário irritaram a diretoria do clube

A derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa na Copa do Brasil custou o emprego do técnico Gilson Kleina. Na tarde desta quinta-feira, o Palmeiras anunciou a demissão do treinador por meio de comunicado em seu site. Kleina chegou ao Palmeiras no fim de 2012 e não conseguiu evitar o rebaixamento no Brasileirão. No ano passado, ele conquistou a Série B, mas as derrotas no ano do centenário causaram a ira tanto da torcida quanto da diretoria. Em reunião na manhã desta quinta, o presidente Paulo Nobre, o diretor executivo José Carlos Brunoro e o gerente de futebol Omar Feitosa decidiram que o técnico não merecia mais chances.

Leia também:

Flamengo vence Palmeiras; confira resultados do domingo

‘Palmeiras se apequena’, diz presidente do São Paulo

Contratado em 19 de setembro de 2012, Kleina, de 46 anos, completou 596 dias no cargo. Trabalhou em 105 partidas pelo clube, com 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas, com aproveitamento de 59,68%, quase os 60% que tinha como meta neste Brasileiro para sonhar em atingir as primeiras posições. Em novembro, após a diretoria admitir que faltou dinheiro para contratar o argentino Marcelo Bielsa – e que analisou outros seis técnicos -, Kleina negociou sua renovação por semanas. Chegou a dizer que não ficaria até ser convencido a se tornar o primeiro a aceitar o modelo de produtividade, com salário fixo bem menor do que o que recebia e promessa de prêmio maior por objetivos atingidos.

A nota do Palmeiras:

“Gilson Kleina não é mais o técnico da Sociedade Esportiva Palmeiras. Após reunião na tarde desta quinta-feira (08), a diretoria do Verdão decidiu pela saída do treinador do comando da equipe. Kleina, que estava dirigindo o time alviverde desde setembro de 2012, obteve durante sua passagem pelo clube 56 vitórias, 20 empates e 29 derrotas.

A diretoria do Palmeiras irá se pronunciar sobre o caso às 17h, em entrevista na Academia de Futebol. O treino do time acontecerá normalmente, às 15h30. As coletivas do goleiro Fábio e do volante Renato, previamente marcadas para as 14h30 desta quinta (08), foram canceladas.

(Com agência Gazeta Press)