Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após derrota em casa, Adilson Batista pede demissão

Treinador permaneceu apenas 2 meses e meio no comando da equipe alvinegra

O técnico Adilson Batista não resistiu à derrota para o Atlético-GO, por 4 a 3, neste domingo, no Pacaembu, e pediu demissão do Corinthians. A saída do treinador foi confirmada pela diretoria do clube minutos depois da quinta partida sem vitória do time que briga pelo título do Campeonato Brasileiro.

“Estou aqui apenas para comunicar que, após o jogo, o professor Adilson Batista nos procurou e entendeu que deveria deixar o caminho livre. Não queria deixar prejuízo à equipe que está brigando pelo título”, declarou o diretor de futebol Mário Gobbi, em entrevista coletiva. O dirigente, contudo, não detalhes sobre a saída de Adilson.

Com o revés deste domingo, o Corinthians chegou a sua quinta partida sem vitória. Foram três derrotas e dois empates nas últimas rodadas. O último triunfo aconteceu no clássico com o Santos, por 3 a 2, no dia 22 de setembro. O time paulista, que ainda tem um jogo a menos que os rivais, soma 49 pontos, cinco atrás do líder Cruzeiro.

Adilson Batista, substituto de Mano Menezes, estreou no comando do Corinthians no clássico com o Palmeiras, no dia 1.º de agosto. O time era líder do Brasileirão, com 24 pontos em 11 jogos. Desde então, o treinador acumulou sete vitórias, quatro empates e seis derrotas em 17 jogos.

Surpreso com a demissão do técnico, Mário Gobbi informou que a diretoria ainda não começou a procurar um substituto para Adilson Batista.

(com Agência Estado)