Clique e assine com 88% de desconto

Após críticas, estádio Giuseppe Meazza passa a ter 30% de grama sintética

Por Da Redação - 26 jul 2012, 14h17

Roma, 26 jul (EFE).- O estádio Giuseppe Meazza, em Milão, na Itália, recebeu implantes de grama sintética após duras críticas dos jogadores e comissão técnica do Barcelona, nas quartas de final da última edição da Liga dos Campeões da Europa.

O clube catalão chegou a apresentar queixa formal pelo estádio do gramado à Uefa, após o empate em 0 a 0 com o Milan.

O Giuseppe Meazza, que também é o estádio da Inter de Milão, teve implante de dois centímetros de grama sintética, apontou a sociedade M-I Stadio, que administra o local.

Após a operação, o estádio fica aproximadamente 30% do gramado formado por grama artificial, plantadas a 20 centímetros de profundidade.

Publicidade

Os implantes custaram aproximadamente 350 mil euros (quase R$ 870 mil) e foram feitos por uma empresa holandesa. O custo foi inteiramente pago por patrocinadores. Atualmente, o processo está na sua última fase.

Os centros de treinamento de Inter e Milan, também terão gramado misto, para que os jogadores se adaptem ao novo piso. EFE

Publicidade