Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após classificação histórica, Lyon enfrenta surpresa Apoel pelas oitavas

O Lyon perdeu a hegemonia do Campeonato Francês e se encontra apenas na quarta posição na atual temporada. Na Liga dos Campeões, porém, o time se classificou à segunda fase e encara a surpresa Apoel nesta terça-feira pelas oitavas de final na esperança de repetir ao menos o feito da temporada 2009/2010, quando chegou às semifinais do torneio.

O heptacampeão francês chegou à última rodada da primeira fase praticamente eliminado. O time somava cinco pontos no grupo D, três atrás do segundo colocado Ajax. Para se classificar, precisava vencer o Dinamo Zagreb, torcer por uma derrota do Ajax para o Real Madrid e ainda superar uma desvantagem de sete gols no saldo para o time holandês. Os franceses aplicaram 7 a 1 de virada sobre o Zagreb e, com a derrota por 3 a 0 do Ajax para o Real, conseguiram a classificação.

Já o Apoel superou todas as expectativas e conseguiu uma classificação bem mais tranquila. Mesmo perdendo para o Shakhtar Donetsk por 2 a 0 na última rodada, o time cipriota se beneficiou de um empate sem gols entre Porto e Zenit para terminar a primeira fase na liderança do grupo G, se classificando ao lado do Zenit. Assim, a zebra tirou a vaga do Porto, atual campeão da Liga Europa, e chegou à segunda fase do campeonato pela primeira vez. Agora, o Apoel tentará seguir na competição continental contra o Lyon no que será provavelmente a maior partida da história do clube.

Os clubes não contam com desfalques para a partida de ida, que será disputada às 17h45 (de Brasília) na terça-feira no Stade de Gerland, em Lyon. O ala Michel Bastos deve ser titular pelo time francês.

FICHA TÉCNICA

LYON X APOEL

Local: Estádio de Gerland, em Lyon (França)

Data: 14 de fevereiro de 2012, terça-feira

Horário: 17h45 (de Brasília)

Árbitro: Paolo Tagliavento (Itália)

Assistentes: Renato Faverani e Luca Maggiani (ambos da Itália)

LYON: Lloris; Dabo, Koné, Cris e Cissokho; Ederson, Fofana, Kallstrom e Michel Bastos; Gourcuff e Lisandro Lopez

Técnico: Rémi Garde

APOEL: Urko Pardo; Paulo Jorge, Jahic, Marcelo Oliveira e Poursaitides; Charamlambides, Tricovski, Manduca e Nuno Morais; Alexandrou e Marcinho

Técnico: Ivan Jovanovic