Clique e assine a partir de 9,90/mês

Após choro de Vitor Júnior, Tite avisa que não passa a mão na cabeça

Por Da Redação - 5 fev 2012, 22h17

O meia Vitor Júnior ganhou a oportunidade de disputar parte da partida contra o Bragantino e acabou expulso pouco mais de dez minutos após entrar em campo, no segundo tempo. O jogador chorou no banco de reservas, mas não foi consolado pelo técnico Tite.

‘Precisamos de maturidade. Existe a responsabilidade de vestir a camisa de um grande clube. Quando a oportunidade aparece, o atleta quer que as coisas aconteçam muito rapidamente. Conversei com ele, mas não vou passar a mão na cabeça’, avisou Tite, sem reclamar da arbitragem pelo cartão vermelho mostrado a Vitor Júnior. ‘Ele não tem que segurar a camisa do adversário nem dar aquele bote. Essa é a minha orientação.’

Apesar da bronca, o treinador do Corinthians não responsabilizou Vitor Júnior pelo empate por 1 a 1 no Pacaembu. ‘Ninguém bota culpa aqui. Poderíamos ter vencido independentemente da expulsão dele’, garantiu.

Vitor Júnior, que disputa uma vaga entre os relacionados para a Copa Libertadores da América, ganhou apoio de membros da comissão técnica e de alguns companheiros. ‘O Vitor está chegado agora ao Corinthians e merece suas chances. A gente se conhece muito bem, pois fizemos as categorias de base praticamente juntos. Ele estava no Cruzeiro. Eu, no Atlético-MG’, lembrou o zagueiro Leandro Castán.

Continua após a publicidade
Publicidade