Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após 6 meses, Brasil volta a ter 3 tenistas no top 100

Por AE

Londres – O ranking da ATP foi atualizado nesta segunda-feira sem nenhuma mudança de posição entre os 20 mais bem colocados, mas foi importante para o tênis brasileiro em termos de representatividade. Após quase seis meses, o Brasil voltou a contar com três jogadores no top 100, que agora tem Thomaz Bellucci, João Souza, o Feijão, e Ricardo Mello neste grupo.

Eliminado logo na estreia do Torneio de Viña del Mar na semana passada, Bellucci caiu da 37.ª para a 38.ª posição, enquanto Feijão saltou dez colocações após avançar às quartas de final da competição no Chile, fato que o deixou em 98.º no geral. Desta forma, ele assumiu a condição de tenista número 2 do Brasil e ultrapassou o seu compatriota Ricardo Mello, que subiu dois postos e passou a ser o número 100 do mundo, mesmo após cair na estreia do ATP 250 chileno.

O Brasil não tinha três tenistas no top 100 desde o dia 15 agosto do ano passado, quando Bellucci, Feijão e Mello figuravam respectivamente nas 34.ª, 90.ª e 96.ª colocações.

E a ascensão dos brasileiros são se restringiu apenas ao grupo dos 100 primeiros nesta segunda-feira. Rogério Dutra Silva subiu 15 posições e agora é o 109.º do ranking, melhor colocação de sua carreira até aqui, enquanto Julio Silva galgou mais duas colocações e está em 151.º no geral. O primeiro deles teve a boa subida na listagem da ATP após avançar às oitavas de final em Viña del Mar.

Já no grupo de elite da ATP, o sérvio Novak Djokovic segue tranquilo na liderança, com 3.195 pontos de vantagem sobre o espanhol Rafael Nadal, vice-líder. O suíço Roger Federer é o terceiro colocado, mais de dois mil pontos atrás do tenista da Espanha, enquanto o britânico Andy Murray se manteve na quarta posição.

O argentino Juan Monaco, campeão em Viña del Mar no último domingo, subiu seis posições e agora é o 23.º do mundo, enquanto o russo Mikhail Youzhny, que faturou o título do Torneio de Zagreb, saltou sete colocações e passou a ser o 32.º da ATP.

Ranking da ATP, 6/2:

1.º Novak Djokovic (SER), 13.630 pontos

2.º Rafael Nadal (ESP), 10.435

3.º Roger Federer (SUI), 8.010

4.º Andy Murray (GBR), 6.900

5.º David Ferrer (ESP), 4.565

6.º Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 4.425

7.º Tomas Berdych (RCH), 3.860

8.º Mardy Fish (EUA), 2.965

9.º Janko Tipsarevic (SRB), 2.700

10.º Juan Martín del Potro (ARG), 2.630

11.º Nicolás Almagro (ESP), 2.380

12.º GillesSimon (FRA), 2.050

13.º Gael Monfils (FRA), 1.970

14.º Robin Soderling (SUE), 1.940

15.º Feliciano López (ESP), 1.890

16.º RichardGasquet (FRA), 1.855

17.º John Isner (EUA), 1.800

18.º Alexandr Dolgopolov (UCR), 1.760

19.º Andy Roddick (EUA), 1.745

20.º Kei Nishikori (JAP), 1.680

38.º Thomaz Bellucci (BRA), 1.045

98.º João Souza (BRA), 564

100.º Ricardo Mello (BRA), 541

109.º RogérioDutra Silva (BRA), 507

151.º Julio Silva (BRA), 352