Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após 17 dias, De Villota é transferida para hospital da Espanha

Depois de 17 dias internada em Cambridge, a espanhola Maria de Villota foi transferida para um hospital de seu país para dar prosseguimento a sua recuperação. Ela foi vítima de um acidente grave durante teste aerodinâmico com o carro da Marussia da Fórmula 1 e perdeu o olho direito por conta dos ferimentos.

De Villota ficou sem o controle do carro quando finalizava o treino e se chocou contra um caminhão da equipe. Ela foi levada em estado crítico ao hospita de Addenbrooke e precisou passar por duas cirurgias. Nos últimos dias, ela apresentou melhora em sua condição, teve sua sedação retirada e já conversa com a família.

‘Com certeza mais conforto e a possibilidade de ficar cercada de sua família e amigos irão criar um ambiente melhor para que Maria começa sua próxima fase de recuperação’, diz um comunicado emitido pela Marussia.

As causas do acidente da espanhola ainda não estão esclarecidas, mas o time da F-1 garante que a batida não foi motivada por conta de problemas no carro. A suspeita inicial era que um defeito na parte elétrica do bólido tivesse feito com que De Villota se chocasse com o caminhão.

‘Revisamos a investigação depois da corrida em Silverstone e temos confiança que o carro não teve culpa’, disse o chefe da Marussia, John Booth.