Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Aplicado, Palmeiras inicia Libertadores com vitória em casa

Sem brilho, mas com empenho, time paulista derrota o Sporting Cristal por 2 a 1

Por Da Redação 14 fev 2013, 23h34

Jogando diante de 18.000 torcedores no Pacaembu, o Palmeiras precisou suar muito para conseguir derrotar o Sporting Cristal, do Peru, na noite desta quinta-feira. Sem apresentar um futebol vistoso, mas demonstrando muita entrega e aplicação, a equipe de Gilson Kleina venceu por 2 a 1 na estreia da Copa Libertadores e conseguiu – pelo menos momentaneamente – superar a conturbada saída do atacante Barcos na última semana.

Os gols da partida foram anotados pelo zagueiro Henrique e pelo meia Patrick Vieira. Carlos Lobatón, de pênalti, descontou para os peruanos. O resultado deixa o Palmeiras com três pontos no Grupo 2, que ainda conta com o paraguaio Libertad e o argentino Tigre. A vitória na estreia da principal competição do ano também dá ânimo ao clube alviverde para o clássico de domingo, contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista. Pela Libertadores, o Palmeiras volta a campo no dia 28, em Assunção, contra o Libertad.

Leia também:

Grêmio perde para o chileno Huachipato na Arena

Ronaldinho desequilibra e Atlético-MG derrota São Paulo

O jogo – Mesmo sem jogar bem, o Palmeiras controlou as ações nos primeiros 45 minutos de jogo. A equipe alviverde, porém, se ressentia da falta de criatividade no meio-campo e concentrava as jogadas de ataque nos cruzamentos. Em um deles, Wesley bateu escanteio e Henrique cabeceou sozinho aos 38: 1 a 0. O lance animou o Palmeiras, que teve duas grandes chances aos 43 e 44 minutos. Na primeira delas, Patrick Vieira chutou à queima-roupa e o goleiro Diego Penny pegou. Na sequência, Álvarez carimbou o próprio travessão ao tentar cortar cruzamento de Souza.

No início do segundo tempo, o time paulista levou uma ducha de água fria. Aos 6 minutos, Lobatón ficou com rebote de Fernando Prass e acabou derrubado dentro da área por Marcelo Oliveira: pênalti. Na cobrança, o goleiro até acertou o canto, mas não conseguiu impedir o gol de Lobatón.

O empate desconcentrou o Palmeiras, que passou a se irritar com o adversário e abusou dos erros de passe. Quando passava por um dos seus piores momentos na partida, a equipe alviverde chegou ao gol da vitória. Depois de jogada pela esquerda, Caio fez o papel de pivô na área e Patrick Vieira encheu o pé para marcar o segundo. A vantagem serviu para controlar os nervos. Aos 33, o terceiro quase saiu em chute de Ronny, mas Penny salvou.

A difícil vitória, porém, não aconteceria sem um último lance de perigo. Quase no fim do jogo, Ávila ganhou de Weldinho na corrida e tentou encobrir Fernando Prass, que fez uma defesa salvadora, com a ponta dos dedos, para garantir o triunfo.

Continua após a publicidade

Libertadores: a fase de grupos

GRUPO 1: Barcelona de Guayaquil (Equador), Nacional (Uruguai), Boca Jrs. (Argentina) e Toluca (México)

GRUPO 3: Arsenal (Argentina), The Strongest (Bolívia), Atlético-MG e São Paulo

GRUPO 5: Corinthians, San José de Oruro (Bolívia), Millonarios (Colômbia) e Tijuana (México)

GRUPO 7: Deportivo Lara (Venezuela), Universidad (Chile), Newell’s (Argentina) e Olímpia (Paraguai)

GRUPO 2: Sporting Cristal (Peru), Libertad (Paraguai), Palmeiras e Tigre (Argentina)

GRUPO 4: Vélez Sarsfield (Argentina), Peñarol (Uruguai), Emelec (Equador) e Deportes Iqueque (Chile)

GRUPO 6: Independiente (Colômbia), Cerro Porteño (Paraguai), Real Garcilaso (Peru) e Deportes Tolima (Colômbia)

GRUPO 8: Fluminense, Huachipato (Chile), Caracas FC (Venezuela) e Grêmio

(Com agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade