Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar de erro, Schumacher não esperava passar do oitavo lugar

O alemão Michael Schumacher admitiu que errou na sua volta rápida durante o treino classificatório deste sábado, em Monza, na Itália. No entanto, mesmo que tivesse sido perfeito, o piloto da Mercedes não acredita que poderia ter ido além do oitavo lugar no grid. Seu companheiro, o também germânico Nico Rosberg, usou pneus médios e ficou na nona colocação.

‘Não acredito que teríamos conseguido um resultado muito melhor, talvez eu poderia ter conseguido mais uma posição. Minha volta rápida não foi a ideal. Tentei seguir o vácuo do carro de Lewis Hamilton, mas ele travou ao fazer a segunda chicane, o que me fez errar também’, explicou.

O heptacampeão ficou atrás da Renault do russo Vitaly Petrov e das duplas de Red Bull, McLaren e Ferrari. De pneus macios, ele espera repetir o bom desempenho nos treinos livres, quando terminou com o terceiro tempo de sexta-feira.

‘Começarei a corrida de pneus macios, o que pode ser benéfico para meu desempenho. Nosso ritmo me pareceu razoavelmente bom nos treinos, mas estava mais focado na corrida e tentando utilizar os pneus da melhor forma’, contou.Por outro lado, Rosberg aposta nos pneus médios. Único entre os dez primeiros a iniciar a corrida com esses compostos, exceto o brasileiro Bruno Senna, que tem a opção de usar os dois, ele espera que isso lhe dê alguma vantagem.

‘Estou feliz com a classificação. O desempenho que tivemos no Q2 mostra que o carro está funcionando bem aqui, e economizei dois jogos de pneus macios, o que é bom. Sou o único piloto que participou do Q3 com pneus médios, o que será interessante, pois pode me ajudar bastante no começo’, projetou.

Senna preferiu não fazer volta rápida no Q3 e sai da décima colocação. A prova está marcada às 9h (Brasília) do domingo.