Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Aos 83, Eder Jofre recebe cinturão de seu 3º título mundial no peso-galo

Conselho Mundial de Boxe (CMB) oficializou conquista de 1960 até então não reconhecida, mas comprovada após pesquisa da família do ex-pugilista

Por Gazeta Press Atualizado em 25 out 2019, 00h42 - Publicado em 25 out 2019, 00h41

A semana foi especial para o esporte brasileiro. Durante convenção anual do Conselho Mundial de Boxe (CMB), a entidade reconheceu Eder Jofre como tricampeão mundial dos pesos-galos. A marca foi alcançada após o título de 1960 ser homologado pelo conselho. Aos 83 anos, o pugilista esteve presente no evento e recebeu um cinturão comemorativo.

O principal responsável pela homologação da conquista de 1960 foi Antonio Oliveira, genro de Eder Jofre. O familiar juntou uma série de documentos que comprovaram a autenticidade do título mundial.

  • A conquista de 1960 foi o primeiro Mundial vencido por Eder. No entanto, a vitória não era considerada oficial pela comunidade oficial do boxe, já que houve uma alteração no nome da entidade que organiza os eventos do esporte pelo mundo. Antes de 1962, era chamada NBA (National Boxing Association) e, naquele ano, passou a ser WBA (World Boxing Association). A alteração aconteceu por conta de divergência entre dirigentes.

    O cinturão de 1960 foi conquistado após vitória sobre o mexicano Eloy Sanchez, em Los Angeles. Na sequência, Eder voltou a ser campeão mundial em 1962, quando derrotou o britânico Johnny Caldwell no Ginásio do Ibirapuera. O terceiro título na categoria do peso galo aconteceu em 1963, quando venceu o japonês Kashutoshi Aoki, em Tóquio.

    Dez anos depois, Eder voltou a ser campeão mundial, porém dessa vez na categoria dos pesos-penas. O brasileiro derrotou o cubano naturalizado espanhol Jose Legra, em Brasília. O pugilista venceu muitas de suas lutas defendendo o São Paulo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade