Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aos 35 anos, holandês Arjen Robben anuncia aposentadoria

Atacante já havia se despedido do Bayern de Munique, o último clube de sua carreira

O holandês Arjen Robben, ídolo do Bayern de Munique e da seleção holandesa, anunciou sua aposentadoria do futebol nesta quinta-feira 4, em entrevista ao jornal holandês De Telegraaf. Depois de um período de reflexão, o atacante de 35 anos tomou a decisão, a qual considera como a mais difícil de seus 19 anos de carreira.

“Foi uma decisão em que o coração e a mente colidiram. É o amor pelo jogo e a convicção de que você pode lidar com tudo em oposição à realidade de que você não é mais um garoto de 16 anos, que não tinha ideia do que uma lesão significava. Eu vivi 19 anos pela minha paixão e tentei tirar o máximo de proveito. Gostaria de agradecer a todos, do fundo do meu coração, que contribuíram para isso”, comentou.

Formado pelo Groningen-HOL, Robben acumula passagens pelo PSV, Chelsea e Real Madrid, mas só virou ídolo quando foi transferido para o Bayern de Munique. O atacante ficou no clube alemão por 10 anos e venceu 11 torneios nacionais, além de uma Liga dos Campeões, em 2013. Pela seleção holandesa, Robben foi vice-campeão da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e terceiro colocado na Copa de 2014, no Brasil.

O canhoto Robben, carinhosamente apelidado de “o holandês voador”, por suas arrancadas em alta velocidade, também era conhecido por ser um jogador previsível, mas difícil de ser parado. Jogando no lado direito do campo, ele quase sempre driblava para a entrada da área, buscando a finalização – qualidade impecável do atacante – com o pé esquerdo. Os adversários sabiam e marcavam o principal trunfo de Robben, mas em muitas oportunidades não conseguiam evitar.