Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aos 31 anos, Joanna Maranhão anuncia aposentadoria da natação

Atleta pernambucana representou o Brasil nas últimas quatro Olimpíadas

Joanna Maranhão anunciou nesta sexta-feira a sua aposentadoria das piscinas. Aos 31 anos, a nadadora pernambucana comunicou a sua decisão em um texto publicado no seu perfil no Instagram. “É chegada a hora de encerrar um ciclo de tantos anos. Por 17 primaveras defendi as cores do Brasil nos mais diversos campeonatos internacionais”, escreveu.

Havia a expectativa de que Joanna Maranhão buscasse a classificação para a Olimpíada de Tóquio, em 2020, que seria a sua quinta participação nos jogos olímpicos. “À natação feminina eu faço um pedido: destruam todos os recordes que ainda existam em meu nome. Façam com que o quinto lugar de Atenas seja uma feliz lembrança em minha memória.”

View this post on Instagram

E é chegada a hora de encerrar um ciclo de tantos anos. Por 17 primaveras defendi as cores do Brasil nos mais diversos campeonatos internacionais. A menina que caiu na água aos 3 e encontrou ali sua essência, sua plenitude, seus maiores pesadelos e também seus maiores sonhos, nem nos mais belos prognósticos se imaginaria tendo a honra de representar o Brasil em 4 Jogos Olimpicos. À todos que estiveram comigo nessa jornada: meu muitíssimo obrigada. Aos meus treinadores (exceto um): vocês tiraram o melhor de mim, por todos os ensinamentos, treinos, desafios, conforto nos centésimos que faltaram e abraço nos momentos de alegria: toda minha gratidão. À comunidade aquática: aproveitem o futuro, aproveitem a oportunidade de serem ouvidos, de viverem um esporte democrático onde a competição começa e se encerra na piscina. Que fora dela sejamos dignos do verdadeiro valor do atletismo. Não desperdicem a chance de escrever uma nova história nas páginas da natação brasileira. Chega de segredos, chega de retaliação, chega bajulação. Que o resultado na piscina, e apenas ele, diga quem será ou não convocado, quem será ou não contemplado. À natação feminina eu faço um pedido: > destruam todos os recordes que ainda existam em meu nome. Façam com que o meu quinto lugar de Atenas seja uma feliz lembrança em minha memória, e que eu (e Piedade Coutinho onde quer que esteja) possamos nos emocionar com o melhor resultado da natação feminina do Brasil em Jogos Olímpicos no pódio! E, pra quem disser que seu tempo já passou, ou que você tá velha demais: treine o dobro e mostre que, quem persevera por 11 anos pra melhorar tempo de 400 medley, não desiste por sistema nenhum. 😉

A post shared by Joanna Maranhão 🍼👶🏾🏊🏽‍♀️♀️❣️🌼 (@jujuca1987) on

Em 2000, com apenas 17 anos, Joanna Maranhão fez história ao terminar a prova dos 400 metros medley na quinta posição na Olimpíada de Atenas. Esse resultado foi o melhor da natação feminina do Brasil na história do evento ao lado do quinto lugar de Piedade Coutinho nos 400m livre nos Jogos de 1936, em Berlim.

Joanna também esteve nos Jogos de Pequim-2008, Londres-2012 e Rio-2016, e conquistou oito medalhas (três de prata e cinco de bronze) nos quatro Jogos Pan-Americanos de que participou. 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ataíde Jorge de Oliveira

    😮
    É !!
    @brAD@*RETUMbANT@ 😮
    —:-Agora, é só ADenTrar um PAR-
    -TÏDO,
    ,TyP@@ÇÇÏM : P$Çö££;p¢o;p$Tu/pçDOb =>
    => OU:qqr1De££eGADO p/ Miguel_ARRAÏS_de Alencar;ou:NãO 😮

    Curtir