Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Aos 31 anos, David Nalbandian anuncia a aposentadoria

Tenista argentino disse não suportar mais as dores no ombro direito

Por Da Redação - 1 out 2013, 19h21

O tenista argentino David Nalbandian, de 31 anos, anunciou nesta terça-feira, em Buenos Aires, que se aposenta após enfrentar o espanhol Rafael Nadal, no dia 23 de novembro. “É um dia difícil porque me retiro da atividade que me deu tudo. O ombro não me deixa continuar, não está bem. E assim não posso competir.” O argentino vai enfrentar Nadal em duas partidas amistosas – a primeira, em 21 de novembro, em Córdoba, na Espanha, e a segunda dois dias depois, em Buenos Aires.

Leia também:

Walter, mais um craque do time dos ‘gordinhos’ campeões

Djokovic chega a 100 semanas no topo do ranking mundial

Publicidade

Andy Murray será operado e pode encerrar a temporada

Em alta, Nadal já confirma presença no Rio Open em 2014

Pego no doping, tenista croata é suspenso por nove meses

Nalbandian sofreu uma lesão no quadril – onde já havia se lesionado há quatro anos – e no ombro direito, e teve de passar por uma dupla cirurgia, em maio, que o deixou fora da disputa das semifinais da Copa Davis, quando a equipe argentina enfrentou a República Checa. “As imagens que me fazem chorar são as da Copa Davis. O afeto do povo, a atmosfera da competição não se encontra em mais nenhum lugar.”

Publicidade

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Em 2002, Nalbandian foi vice-campeão na grama de Wimbledon, e foi o único tenista masculino da Argentina a disputar a final do torneio. Em 2005, ele foi campeão da Masters Cup após vencer o suíço Roger Federer – na época, número 1 do mundo. Em treze anos de carreira, o argentino venceu onze torneios individuais. Sua melhor colocação no ranking mundial foi uma terceira posição em 2006, ano em que alcançou as semifinais do Aberto da Austrália.

(Com agência EFE)

Publicidade