Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Antes solução de emergência, João Filipe vira ‘Blackenbauer’

Por Da Redação 5 set 2011, 08h03

Há exatos 30 dias, João Filipe pisava no CCT da Barra Funda para ser apresentado às pressas e, no dia seguinte, já estrear em um São Paulo que precisou contratá-lo para ter mais de um zagueiro à disposição. Hoje, quem era tampão tornou-se incontestável, condição exposta por um apelido revelado por Adilson Batista: Blackenbauer.

‘É o nosso Blackenbauer’, sorriu o treinador ao falar do jogador que foi lateral direito na vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, no sábado. ‘O nosso Blackenbauer está bem. É um menino com um potencial enorme, tem feito belas partidas’, continuou o comandante, que também foi defensor antes de virar técnico.

A hora, contudo, é de João Filipe, de 23 anos de idade. A ponto de ser, mesmo que de forma bem humorada, comparada a Franz Beckenbauer, ídolo alemão campeão mundial em 1974 que se caracterizou por fazer mais de uma função. Como fez o camisa 21 do Tricolor neste curto período.

O defensor de 1,90m demonstra qualidade em seu desarme. Com biótipo que gera lembranças dentro do clube ao saltador João do Pulo, usa suas longas pernas para desarmar adversários, em lances que levantam a torcida no Morumbi. Com a bola nos pés, também demonstra qualidades, tanto que avançou com certa desenvoltura como lateral no Orlando Scarpelli.

Características que pouco puderam ser vistas no Botafogo, clube que o liberou para o Tricolor. Após subir com o Figueirense para a Série A do Brasileiro no ano passado, o jogador causou até um incômodo na longa relação de seu empresário, Eduardo Uram, com o Flamengo ao acertar com a equipe alvinegra do Rio de Janeiro no início da temporada.

Mas João Filipe praticamente não teve oportunidades. Só apareceu em meio ao desespero do São Paulo, que ouviu recomendações do ex-volante César Sampaio e do ex-zagueiro Edinho Nazareth para trazer um defensor que, até então, só tinha atuado em uma partida pelo Brasileiro. O jogador assinou contrato e, dois dias depois, estreava na vitória por 2 a 1 sobre o Avaí.

Desde então, saiu do time somente por suspensão. Os outros zagueiros foram se machucando e João Filipe acabou conquistando até Rogério Ceni, que o apontou como o melhor em campo na vitória por 3 a 0 sobre o Ceará que valeu a classificação na Copa Sul-americana.

Na sexta-feira, o São Paulo acertou a permanência do zagueiro, que veio emprestado até dezembro, por mais cinco anos. Para alegria de Adilson Batista, plenamente satisfeito com seu ‘Blackenbauer’.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)