Clique e assine a partir de 9,90/mês

Antes de estreia oficial, Vecchi usa torneio amistoso para últimos ajustes

Por Da Redação - 16 set 2011, 17h03

Empossado como técnico da Seleção feminina em dezembro de 2010, Ênio Vecchi fará seu primeiro jogo oficial no comando do time brasileiro no Pré-Olímpico de Neiva. Antes da estreia, ele planeja acertar os últimos detalhes na Copa Pitalito, a partir deste domingo.

‘Dentro da expectativa que eu tinha, acho que o trabalho até agora teve um desenvolvimento muito satisfatório. A ideia nesse último torneio é colocar o time no melhor ritmo de jogo possível, mais agressivo. Além disso, quero experimentar várias formações e algumas variações táticas’, explicou o treinador.

Além do Brasil, as seleções de Cuba, Porto Rico, Argentina, Colômbia e Chile participarão do torneio na cidade de Pitalito, entre domingo e quarta-feira. Em seguida, o elenco segue para Neiva, sede do Pré-Olímpico a partir do próximo dia 24 de setembro, um sábado.

Para Vecchi, a estreia em um jogo oficial não será grande novidade. ‘É claro que a nossa concentração vai estar muito mais aguçada, mas como já teve uma série de amistosos antes, acho que é uma sequência normal. Eu e as jogadoras já nos conhecemos um pouco, então vamos estar confortáveis em termos de relacionamento’, afirmou.

Continua após a publicidade

Antes de assumir a Seleção Brasileira feminina, Ênio Vecchi treinava o Vitória no Novo Basquete Brasil (NBB). Na equipe nacional, ele vive sua primeira experiência no comando de um time de mulheres, e já percebe algumas diferenças em relação aos homens.

‘As meninas têm uma disciplina tática muito importante. Essa é a maior diferença, até em função da dificuldade de superar o aspecto físico. Em relação a concentração das atletas, fiquei impressionado com a atenção que elas têm aos detalhes, que são muito importantes no basquete. No masculino, isso é um pouco diferente’, comparou.

O Pré-Olímpico de Neiva garante apenas o campeão nos Jogos de Londres-2012. Os times que terminarem entre o segundo e o quarto lugar seguem para o Pré-Olímpico Mundial. O Brasil forma o Grupo B ao lado de Jamaica, Canadá, México e Paraguai. Após a primeira fase, os dois primeiros avançam para a semifinal.

‘Sabemos que é difícil. Cuba, Argentina e Canadá, além do Brasil, são os mais cotados para a vaga. Não deixamos nada a desejar em relação aos outros times e temos confiança que vamos disputar essa oportunidade com boas chances. Vai estar todo mundo brigando por uma vaga e temos que lutar bastante’, encerrou Vecchi.

Publicidade