Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Antes abalado por oferta, Rhodolfo avisa que só sai se clube quiser

Convocado para a Seleção Brasileira em agosto, Rhodolfo caiu de rendimento nos últimos meses do ano passado e atribuiu a queda ao abalo por uma oferta da Juventus, da Itália. Na pré-temporada, contudo, o zagueiro garantiu ao presidente do São Paulo, Juvenal Juvêncio, que ficaria no clube. E agora, novamente em boa fase, só aceitará ser negociado se for a vontade do dirigente.

‘Com certeza fiquei meio mexido no ano passado, mas vai fazer quase um ano. Não adianta querer ir embora sem marcar nome, ganhar título. Quero ficar, não penso nem em ir embora nem no meio do ano. Mas se quiserem vender, fazer o quê?’, comentou o camisa 4, que ganhou até o status de capitão em 2012 nas ausências de Rogério Ceni e Luis Fabiano.

Em ascensão, com quatro gols marcados na temporada e uma liderança que acertou a defesa criticada no início do ano, Rhodolfo assegura que não será mais afetado no caso de novas ofertas. ‘Quero focar aqui. Sendo campeão, tenho chance na Seleção. Farei meu trabalho para conseguir títulos’, definiu.

A concentração no Tricolor é tanta que o defensor, atrapalhado por lesões no ano passado, se esforça para não ficar fora nem do jogo de sábado, contra o Mogi Mirim, válido apenas para decidir em qual das cinco primeiras posições do Campeonato Paulista o time, que é líder, chegará às quartas de final.

O camisa 4 recebeu duas pancadas no quadril no domingo, contra o Ituano, e abdicou da folga de segunda-feira para iniciar tratamento no local. Desta forma, ficou fora apenas de uma atividade com o resto do elenco, na manhã dessa terça-feira, e já se confirma entre os escalados neste fim de semana.

Assim, o defensor prova que o desejo de chegar ao futebol europeu e igualar Lúcio, hoje na Inter de Milão, e Thiago Silva, do Milan, ambos donos da admiração de Rhodolfo, já não é tão grande quanto na última temporada.