Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

‘Anjo’ do desastre da Chapecoense conta como ajudou nas buscas

Garoto de 15 anos orientou bombeiros e foi fundamental para encontrar goleiro Jackson Follmann

Na noite de terça-feira, em Medellín, na Colômbia, o adolescente Johan Alexis Ramíres e seu pai, Miguel, ouviram um barulho alto perto de casa, no município de La Union, e resolveram agir. Foram eles que ajudaram os bombeiros a encontrar o melhor caminho na mata onde terminou o trágico voo da Chapecoense. “Estavam abrindo caminho pelo morro. Mas assim demoraria e dissemos que havia um jeito mais fácil e mais rápido”, contou ao jornal El Colombiano o adolescente de 15 anos, que chegou a participar ativamente da localização do goleiro Jackson Follmann, um dos seis sobreviventes.

O menino-anjo, como ficou conhecido entre as equipes de resgate, por pouco não foi impedido de ajudar nos trabalhos por um policial, que ao ver Ramíres e seu pai, Miguel, aproximando-se da aeronave tentou pará-los, acusando-os de tentarem roubar objetos dos passageiros. “Mas um bombeiro discutiu com ele e afirmou que estávamos colaborando”, explicou o garoto.

O herói adolescente do voo da Chapecoense chegou a ser chamado pela imprensa colombiana de menino-fantasma. Ele foi encontrado e ganhou nome próprio graças ao jornal El Colombiano, encerrando o mistério que pairava entre os bombeiros, que não sabiam explicar quem era aquele rapaz que tanto ajudou no resgate dos sobreviventes do voo da Lamia. 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rogerio Reis

    Sempre há um Anjo por perto, nos ajudando……..

    Curtir

  2. Marco Alves Monteiro

    Anjo de — é –. Essa imprensa rasteira sempre fabricando notícias e criando mitos e falsos heróis. Idiotice. Se eu quiser ficar comovido eu ouço uma sonata de Beethoven ou assisto a um filme de Steven Spielberg com trilha sonora de John Williams. Jornalismo é para informar e não desinformar e mitificar. Cada vez descemos mais em todos os setores da sociedade e da civilização.

    Curtir

  3. Osvalmir Primo Matos

    Marcos, como que vc tem o direito direito de falar em civilização? sabe qual o maior conceito de civilização é: respeito ao próximo, educação e saber admitir os próprios erros coisa que me parece que o senhor não tem por favor nunca mais fale em civilização e nem entre para comentar uma reportagem, pq pessoas como vc não merece crédito ok idiota!

    Curtir

  4. Marcos, pessoas como vc nao ajudam em nada, distorcem os fatos, olham sempre com o olhar da maldade, da critica. Viva mais em paz, sem se incomodar em criticar os outros e vc v era que muitas portas abrirao para vc.

    Curtir