Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Andrés Sanchez confirma interdição parcial do Itaquerão

Ex-presidente do Corinthians diz que autoridades vão interditar 30% da obra

Por Da Redação 27 nov 2013, 15h58

Em entrevista na tarde desta quarta-feira, o ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez, diretor do clube no estádio, afirmou que a data de término das obras do Itaquerão não é sua maior preocupação. “Neste momento, não estou nem pensando nisso. As autoridades estão vendo e, extraoficialmente, vão interditar 30% do prédio leste por um tempo. Não estou preocupado com cronograma e prazo, e sim em dar informação e atendimento.”

Leia também:

MP vai investigar causas do acidente no Itaquerão Operários em choque. Uma das vítimas tinha três filhos Guindaste cai sobre parte do Itaquerão e mata 2 operários Há 6 meses, Fifa exigiu pressa e ameaçou excluir estádio

Até este mês, a parcial divulgada pela Odebrecht era de 94% das obras concluídas, com previsão de encerramento dos trabalhos em dezembro – até o acidente desta quarta em que a queda de um guindaste em um trecho do setor leste de arquibancadas matou dois operários.

Leia também:

Fifa lamenta tragédia em obra, que já repercute no exterior Há 6 meses, Fifa exigiu pressa e ameaçou excluir estádio

Continua após a publicidade

Haddad libera mais R$ 125 milhões para o Itaquerão

Com gramado e traves, estádio já poderia receber jogo

Sanchez disse também que não pode pensar na Copa neste momento em que tenta dar suporte às famílias das vítimas. “Não quero saber de Fifa nem de nada, porque estou preocupado com as famílias dos dois colaboradores. Estamos entrando em contato e dando assistência. Mas, por mais que a gente faça, as vítimas não voltam.” Sanchez disse ainda estar bastante abatido com o acidente e confirmou que todos os funcionários foram liberados nesta quarta. Os trabalhadores devem ficar em casa até três dias, em sinal de luto.

(Com agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade