Clique e assine a partir de 9,90/mês

André Cintra consegue melhor resultado do país na Paralimpíada

Na prova de snowboard no esqui alpino, brasileiro conseguiu a 10ª colocação geral

Por Da redação - Atualizado em 12 mar 2018, 17h18 - Publicado em 12 mar 2018, 15h59

Em sua segunda participação nos Jogos Paralímpicos de inverno, dessa vez em Pyeongchang, na Coreia do Sul, o brasileiro André Cintra conquistou o melhor resultado do país na história da competição. Com o 10° lugar no snowboard, na categoria cross, ele superou a marca de Fernando Aranha, que nas Paralimpíadas de 2014 ficou na 15ª posição no esqui cross-country, na prova de 20 km.

Em 2014, nos Jogos do Sóchi, o Brasil fez sua primeira participação e Cintra ficou no 28° lugar geral dessa mesma prova, que ainda fazia parte do esqui alpino. Nesta segunda-feira, ele chegou às oitavas de final e foi derrotado pelo japonês Daichi Oguri. O resultado do brasileiro poderia até ser superior, mas problemas na organização atrapalharam sua prova.

O portão em que fica o sistema de largada teve problema e atrasou a bateria de Cintra em quase uma hora. Na prova, o brasileiro saiu à frente do adversário, mas sofreu uma queda em sua primeira curva e culpou a falta de concentração causada pelo atraso pelo erro.

Aos 38 anos, Cintra é o mais experiente da equipe brasileira. Ele sofreu um acidente de moto aos 17 anos e precisou amputar a perna direita. Desde 2010 começou a praticar snowboard e foi o primeiro brasileiro classificado para uma edição de Jogos Paralímpicos de inverno, em 2014, para Sóchi. 

A medalha de ouro foi para o americano Mike Schultz, enquanto a prata foi para o holandês Chris Vos e o bronze para o também americano Noah Elliott. O brasileiro volta a competir nessas Paralimpíadas na prova do banked slalom, também do snowboard, na próxima quinta-feira.

Continua após a publicidade
Publicidade