Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Anderson celebra gol, mas admite que não esqueceu Libertadores

Por Da Redação - 19 jun 2012, 18h17

Contratado no início da temporada, o zagueiro Anderson rapidamente se tornou titular absoluto dentro do Fluminense pelas boas atuações com a camisa tricolor. Para melhorar, o jogador também vem se destacando na parte ofensiva e foi coroado por um gol contra a Portuguesa, no sábado, no Engenhão, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo o defensor, o sentimento é o melhor possível por ajudar a equipe.

‘O gostinho é muito bom, ainda melhor com a vitória. Tem vezes que você marca e o time perde, mas desta vez vencemos e eu pude ajudar. Vida de artilheiro é melhor, até pelo salário, mas o importante é cada um fazer a sua parte. O ataque faz os gols, a defesa segura lá atrás e assim a gente vai em frente’, disse.

Anderson ressaltou a união dentro do elenco do Fluminense. O zagueiro fez questão de elogiar a postura de Deco e Fred durante os treinamentos.

‘Nosso time é unido, aqui não há esta história de estrela e o resto. Posso falar em nome das nossas estrelas maiores, Deco e Fred, eles fazem questão de se colocar em pé de igualdade e dão moral para todos’, declarou.

Publicidade

No entanto, o defensor revelou que a eliminação na Libertadores ainda não foi bem digerida. O Fluminense acabou saindo da competição ao tomar um gol do Boca Juniors já nos acréscimos da partida no Engenhão.

‘É verdade, está entalado, sim. O futebol é feito de alegrias e decepções, mas aos poucos estamos dando a volta por cima e vamos atrás da próxima vitória no Brasileiro’, finalizou.

Publicidade