Clique e assine com 88% de desconto

América-MG supera Guaratinguetá e conquista reabilitação na Série B

Por Da Redação - 17 jul 2012, 23h53

O torcedor americano que marcou presença na noite desta terça-feira, no estádio Independência, teve a oportunidade de acompanhar uma partida bastante movimentada entre América-MG e Guaratinguetá. O Coelho encontrou dificuldades no jogo, mas venceu por 2 a 1, conquistando a reabilitação na Série B do Brasileiro e chegando aos 25 pontos.

O primeiro gol do jogo foi anotado pelo avante Alessandro, que antecipou a marcação e de cabeça mandou paras as redes. O Guará empatou com Leandrinho, que passou por trás dos defensores americanos e chutou cruzado no ângulo esquerdo do goleiro Neneca. No finalzinho do jogo, o atacante Adeílson apareceu livre na pequena área para fazer o gol da vitória americana.

Na sequência do Campeonato Brasileiro da Série B, o América-MG volta a jogar em casa, e recebe o Guarani na próxima sexta-feira, no Independência. Já o Guaratinguetá terá compromisso no mesmo dia, recebendo o Boa Esporte, no estádio Dário Rodrigues Leite.

O jogo – Com os dois times precisando da vitória, por motivos distintos, o América-MG brigando pela liderança e o Guaratinguetá lutando para sair da parte de baixo da tabela, o duelo mostrou as duas equipes buscando o gol, em um jogo bem aberto, com alternância de oportunidades. Jogando em casa, o Coelho teve um pouco mais de volume de jogo, mas o time paulista deu muito trabalho durante os 90 minutos.

Publicidade

O Guaratinguetá procurou exercer uma marcação atrás da linha da bola, dificultando a vida dos americanos, que apostaram nas jogadas individuais e na velocidade. Aos 12, Rodriguinho limpou dois marcadores e rolou com açúcar para o avante Alessandro, que dentro da área mandou um petardo cruzado, que assustou o goleiro Saulo.

Aos 15, veio a resposta da equipe visitante com Leandrinho, que conseguiu uma boa arrancada pela direita e fuzilou o goleiro Neneca, que se esticou todo para mandar para escanteio. Para furar a marcação do Guará, o técnico Givanildo Oliveira pediu aos jogadores do Coelho para imprimir velocidade ao jogo com trocas de passes rápidas, a estratégia funcionou em algumas ocasiões, mas não resultou em gol.

Sempre perigoso no ataque, o time paulista abusou dos chutes de média e longa distância. Aos 22, Júlio César mandou uma bomba que explodiu nas luvas do arqueiro americano. Aos 26, o lateral-direito fez grande jogada e foi à linha de fundo e cruzou na medida para o atacante Alessandro, que antecipou a marcação e de cabeça mandou paras as redes para inaugurar o placar no Independência.

O troco do Guará não demorou, e veio com Leandrinho, que passou por trás da marcação americana e chutou cruzado no ângulo esquerdo do goleiro Neneca, para empatar o jogo. O empate garantiu o dinamismo da partida, que continuou com as equipes lutando pela vitória e com chances de gol para mineiros e paulistas.

Publicidade

A etapa complementar apresentou a mesma movimentação dos 45 minutos iniciais, porém, o América-MG apresentou uma quantidade de erros de passe maior, propiciando bons contra-ataques para o Guaratinguetá. Aos sete minutos, Lenílson desviou cruzamento da esquerda e quase marcou, mas Neneca trabalhou bem.

Com o passar do tempo, o América-MG apresentou nervosismo, tentando chegar ao gol de forma atabalhoada em alguns momentos. Percebendo a instabilidade do time, o técnico Givanildo Oliveira procurou acalmar os atletas, mas os gritos a beira do campo não surtiram efeito imediato. Somente após os 20 minutos o Coelho corrigiu o posicionamento, e passou a ser perigoso no ataque.

Aos 30, ao armador Rodriguinho girou bem em cima da marcação e buscou o canto do goleiro Saulo, no meio do caminho houve desvio da zaga e a bola saiu para escanteio. Aos 44, a pressão do América-MG deu resultado com o atacante Adeílson, que apareceu livre dentro da pequena área para recolocar o Coelho na frente no finalzinho da partida.

Publicidade