Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

América-MG marca reinauguração do Independência para 25 de abril

O Estádio Raimundo Sampaio, o Independência, será reinaugurado no dia 25 de abril, com uma partida amistosa entre o América-MG e um adversário a ser escolhido entre equipes internacionais. O jogo, além de marcar a reabertura do estádio, fará parte também das comemorações do centenário do clube mineiro.

A data foi anunciada durante coletiva da qual participaram o secretário de Estado Extraordinário da Copa do Mundo, Sergio Barroso, o presidente do América, Marcus Salum, e o diretor-presidente da Arena Independência, Ricardo Azevedo. O dirigente americano informou que está tentando trazer para o jogo de inauguração uma equipe da América Latina.

‘A inauguração do Independência será o início de uma nova era do futebol no Estado, com muito mais profissionalismo e mais conforto e segurança para os torcedores’, destacou Barroso.

Atualmente 98% das obras estão prontas. Faltam instalação da lona plotada na fachada, finalização do piso do estacionamento, detalhes das instalações elétricas e hidráulicas, vidros das duas torres, além de detalhes da pintura do estádio.

‘Após a reabertura o estádio será entregue à Arena Independência que terá liberdade de personalizar algumas áreas, por exemplo, os camarotes. Então a obra estará 100% pronta, mas por opção da BWA algumas modificações e customizações poderão ser feitas posteriormente’, explica Barroso.

‘Esses ajustes operacionais serão feitos para maximizar a rentabilidade do estádio, mas sem interferir no funcionamento da arena para o público’ afirmou Azevedo. Ele informou ainda que o plano operacional está elaborado e será divulgado após aprovação do Governo.

Durante a entrevista, foi divulgado também novo vídeo do estádio Independência que mostra a evolução da obra. ‘Teremos, até o final do ano, dois estádios de padrão internacional em Belo Horizonte. Para o Governo, a paixão dos mineiros pelo futebol é tão forte que esse esporte se tornou um patrimônio cultural’, concluiu Barroso.