Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Ameaçada de queda, Lusa fecha treino e faz mistério

Por Da Redação - 9 abr 2012, 19h06

Por AE

São Paulo – O risco de rebaixamento no Campeonato Paulista ligou o sinal de alerta na Portuguesa. Prova disso é que a diretoria da Lusa decidiu adotar uma medida extrema durante a semana que antecede a rodada decisiva do Estadual: todos os treinos serão fechados à imprensa.

De acordo com o comunicado oficial divulgado pelo clube do Canindé, a decisão tem como objetivo manter a concentração do elenco e do técnico Jorginho, no duelo contra o Mirassol, no próximo domingo. “O time rubro-verde pede a paciência de todos os jornalistas”, afirmou o comunicado.

A situação da Portuguesa se agravou com o empate inesperado com o Linense, por 2 a 2, sábado, no Canindé. O time comandado por Jorginho chegou a abrir 2 a 0 no placar, antes dos 15 minutos, mas acabou cedendo o empate no final, em uma grande falha do goleiro Rodrigo Calaça.

Publicidade

Com este resultado, a Lusa se mantém ameaçada pelo rebaixamento. O time ocupa a 15.ª posição, com 18 pontos. Para escapar sem depender de ninguém, precisará de uma vitória sobre o Mirassol. No momento, a Portuguesa soma quatro vitórias contra cinco de Botafogo e XV de Piracicaba, seus concorrentes mais diretos.

Por causa desta ameaça inesperada, a Portuguesa deve deixar, em segundo plano, a Copa do Brasil. Na quinta-feira pela segunda fase da competição, a Lusa recebe o Juventude no Canindé, às 19h30, precisando tirar a diferença inicial de 2 a 0, ocorrida em Caxias do Sul, na semana passada.

Depois disso, o elenco rubro-verde viaja até Mirassol para enfrentar no domingo, às 16h00, a equipe da casa pela última partida do Campeonato Paulista. “Vamos ter duas decisões importantes esta semana e precisamos nos manter o mais focado possível. Primeiro vamos enfrentar o Juventude pela Copa do Brasil para tirar a diferença do jogo lá de Caxias. Teremos os desfalques do Henrique e do Rogério e só defino o time momentos antes da partida. Para o jogo de domingo teremos que esperar para ver com quem vou poder contar, vamos torcer para que ninguém se machuque na quinta”, disse Jorginho.

Publicidade