Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Alonso diz que Ferrari precisa manter a calma

Por Da Redação 22 mar 2012, 12h23

Por AE

Kuala Lumpur – O começo decepcionante de temporada da Ferrari coloca pressão na equipe para o GP da Malásia de Fórmula 1, que será disputado neste domingo no Circuito Internacional de Sepang. O espanhol Fernando Alonso, porém, ressaltou a necessidade da equipe manter a tranquilidade para se recuperar.

“Precisamos manter o foco e trabalhar mais que os outros, sabendo que estamos um pouco atrás agora. Mas o campeonato é longo. Nós temos que manter a calma, ficar focados, porque vemos muita determinação na equipe. Nós vemos o time com uma atmosfera muito boa, confiamos uns nos outros na equipe, estamos muito unidos e seremos recompensados em breve”, disse.

A Ferrari levantou desconfiança sobre o seu desempenho na pré-temporada da Fórmula 1, quando não conseguiu acompanhar o ritmo das equipes mais rápidas. E as suspeitas se tornaram realidade no GP da Austrália. Alonso ainda teve desempenho melhor do que o brasileiro Felipe Massa, mas largou apenas do 12º lugar e terminou a prova em quinto. O espanhol disse usar sua experiência para tentar lidar com o momento complicado.

“Nós não estamos na situação que queríamos começar o campeonato de 2012, mas após 11 anos na Fórmula 1 que eu acho que você entende quão longo o campeonato é, o que você precisa quando você tem o melhor carro e que você precisa quando você não tem o melhor carro, o que é às vezes mais pontos ou menos pontos”, afirmou.

Apesar de tentar manter a tranquilidade, Alonso reconheceu que a Ferrari precisa melhorar rapidamente o seu desempenho para lutar pelo título da Fórmula 1. “De acordo com as nossas metas e nossos objetivos, precisamos marcar o máximo possível de pontos nestas duas corridas e em um período muito curto de tempo tentar estar no pódio e vencer corridas. Se conseguirmos fazer isso, temos muitas corridas para recuperar a diferença. Se não conseguirmos fazer isso é porque alguém fez um trabalho melhor do que nós. Nós só precisamos de esperar para ver, mas eu tenho 100% por cento de confiança na equipe”, disse.

Alonso evitou prever qual resultado pode alcançar no GP da Malásia, mas reconheceu que não conseguirá repetir o quinto lugar da prova de abertura se não ocorrerem incidentes inesperados na prova. “Como eu disse, nós não esperamos nenhum milagre grande da Austrália para a Malásia, porque os carros são idênticos, mas quem sabe? Na Austrália, ninguém imaginava que poderíamos terminar em quinto. Acho que tinha duas McLaren, duas Red Bull, Mercedes, Sauber, Toro Rosso, então havia muita gente mais rápida do que nós. Na corrida, por razões diferentes, com alguns problemas mecânicos, Michael [Schumacher] e [Romain] Grosjean bateram, Kimi [Raikkonen] ficou fora no Q1, assim houve alguns incidentes na corrida que nos ajudou a terminar em quinto. Aqui, com uma corrida normal, talvez a gente termine mais para trás, talvez com uma corrida mais louca ou chuva ou algo assim, nós podemos terminar na frente, então temos que correr antes de vermos o que podemos fazer”, comentou.

Continua após a publicidade

Publicidade