Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aliviado, Helinho comemora vitória em Edmonton após polêmica em 2010

A vitória na etapa de Edmonton valeu mais que a volta à briga pela liderança da temporada para Helio Castroneves. Primeiro a cruzar a linha de chegada do mesmo circuito, em 2010, Helinho teve a sua vitória anulada após decisão dos juízes, que julgaram irregular o bloqueio sobre Will Power em uma tentativa de ultrapassagem do australiano e companheiro de equipe do brasileiro, fato que incomodava o brasileiro, aliviado após finalmente subir ao lugar mais alto do pódio no circuito canadense.

‘Realmente, estou muito feliz. Os acontecimentos de 2010 ainda estão engasgados na garganta e vencer foi muito especial para mim’, assume Helinho, agradecendo à sua equipe pela vitória que o levou à segunda colocação do mundial de pilotos, 23 pontos atrás do líder Ryan Hunter-Reay, a quatro corridas do final da temporada.

‘Meu pessoal da Penske foi sensacional e conseguimos manter uma boa performance durante toda a corrida e nos dois pits. Como eu disse antes, esse campeonato está muito competitivo, totalmente aberto e eu fico muito feliz e estar brigando por esse título’, afirma.

Castroneves saiu da quinta colocação para alcançar a liderança após duas paradas praticamente perfeitas nos boxes. Atacado por Takuma Sato, o brasileiro teve tranquilidade para aguentar o ímpeto do japonês e manter a ponta da prova até a linha de chegada, vencendo a sua segunda corrida na temporada 2012 da Fórmula Indy.