Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Algoz de brasileira no boxe diz estar ‘realizando um sonho’

<p>Londres, 5 ago (EFE).- A pugilista venezuelana Karlha Magliocco, que derrotou a brasileira Érika Mattos neste domingo pelo placar apertado de 15 a 14 na categoria peso-mosca (até 51kg), disse que está ‘realizando um sonho’ nos Jogos Olímpicos de Londres. ‘O simples fato de estar em um ringue olímpico me dá o gás necessário para […]</p>

Por Da Redação Atualizado em 11 jan 2022, 22h48 - Publicado em 5 ago 2012, 11h12

Londres, 5 ago (EFE).- A pugilista venezuelana Karlha Magliocco, que derrotou a brasileira Érika Mattos neste domingo pelo placar apertado de 15 a 14 na categoria peso-mosca (até 51kg), disse que está ‘realizando um sonho’ nos Jogos Olímpicos de Londres.

‘O simples fato de estar em um ringue olímpico me dá o gás necessário para dar o melhor em cada combate. Dou as graças a Deus porque me deu mais uma bênção e saí vitoriosa hoje’, declarou Magliocco após a luta, visivelmente emocionada.

A venezuelana e a brasileira escreveram parte de um capítulo novo na história das Olimpíadas. Momentos antes, a russa Elena Savelyeva e a norte-coreana Kim Hye Song se tornaram as duas primeiras mulheres a competirem no boxe nas Olimpíadas.

Logo em seguida, Érica e Magliocco subiram ao ringue. A pugilista baiana poderia até ter vencido, não fosse por duas punições que sofreu do árbitro no último round por agarrar demais a adversária, o que fez com que a venezuelana ganhasse quatro pontos. Karlha também foi punida por este motivo, mas apenas uma vez.

‘Todo meu respeito e admiração para Mattos. Eu também sou pugilista e sei o difícil que é manter a disciplina e o duro que é treinar. É preciso ter muita constância e dedicação, e sei que ela, como eu, se preparou bem para este combate’, disse a venezuelana. EFE

jp/rsd

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade

Publicidade