Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alex Silva não viaja à Bolívia e amplia crise no Fla

Por Leonardo Maia

Rio – Em entrevista coletiva nesta segunda-feira para falar do caso Thiago Neves, a presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, também falou sobre a crise no clube. Ronaldinho segue com os salários atrasados e Alex Silva, que não se apresentou para viajar à Bolívia, está afastado.

Amorim disse que a situação entre o clube e a Traffic tem como prazo final a quarta-feira. Se o novo contrato entre as partes não for assinado até terça, o Flamengo vai tentar um acerto diretamente com Ronaldinho para quitação dos débitos de R$ 3,75 milhões.

“Estamos confiantes de que até quarta-feira tudo vai se resolver. Caso não aconteça partimos para outra solução e vamos discutir diretamente com o Ronaldinho. Mas trabalhamos muito para dar tudo certo com a Traffic”.

Com Ronaldinho, o grupo do Flamengo embarcou à tarde para a Bolívia, para a aclimatação prévia do jogo contra o Real Potosí, dia 25, pela Libertadores. Mas outro foco de crise surgiu. O zagueiro Alex Silva pediu dispensa pela manhã e não apareceu à tarde para o embarque. Ele reclama de pendências financeiras desde o início do ano e desejava encontrar seu advogado.

“Foi uma falta grave. Ele está afastado e o caso está no departamento jurídico”, disse Amorim, dando indícios de que pode haver rompimento do contrato com o defensor.

Algumas fontes indicavam que Alex estava irritado com o acerto pela quitação dos atrasados de Ronaldinho enquanto os demais atletas continuavam sem uma definição para sua situação. O clube admite dever R$ 250 mil em luvas para o zagueiro.

Sem Silva, o técnico Vanderlei Luxemburgo convocou David Braz para fazer a viagem a Santa Cruz da la Sierra, de onde o time parte para Sucre, onde vai se preparar até a data da partida, quando embarca para Potosí, a 4 mil metros de altitude. Os demais jogadores ficaram no País para a estreia no Campeonato Carioca, sábado, contra o Bonsucesso.