Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Alex assegura: estará à disposição para enfrentar América-MG

Mesmo diante do lanterna América-MG, o Corinthians deve pensar em usar todas as armas para ganhar mais três pontos e seguir na liderança do Campeonato Brasileiro. Ainda no início da semana, o meia Alex, contratação mais cara do clube na temporada ao custar 6 milhões de euros, esbanja confiança em ficar à disposição do técnico Tite.

O camisa 12 foi desfalque do Timão na apertada vitória do final de semana contra o Avaí, no estádio do Pacaembu. Nos momentos mais complicados do confronto, muitos sentiram falta da habilidosa perna esquerda de Alex, vetado por um desconforto no músculo reto da coxa esquerda.

‘Se não acontecer nada de anormal, eu estarei pronto para jogar, sim’, destacou o meia, estrela da apresentação da bola do Campeonato Paulista-2012, nesta terça-feira, na sede da Federação Paulista de Futebol.

Antes de cumprir a missão de garoto-propaganda, Alex realizou um treino mais leve no CT Joaquim Grava, com exercícios na academia. Porém, na próxima atividade, o ritmo promete ser mais forte ao meia. ‘A partir de amanhã (quarta) eu já vou fazer algo mais intensivo’, afirmou.

Dificuldade em casa: No jogo contra o Avaí, um dos favoritos ao rebaixamento do Brasileirão, o Corinthians encontrou mais dificuldades do que o esperado, porém obteve a vitória por 2 a 1, mesmo com um jogador a menos durante praticamente todo o segundo tempo. Alex exaltou o esforço do grupo no momento de adversidade.

‘O importante é que todos se desdobraram em campo’, comemorou o camisa 12, que não considera ter feito falta ao Corinthians diante dos catarinenses. ‘Foi um jogo complicado, ficamos com um a menos de forma injusta, teve chuva forte. As dificuldades são grandes’, emendou.

A vitória diante do Avaí levou o Corinthians de volta à liderança do Campeonato Brasileiro. Ainda assim, Alex diz que a caminhada até o título – com seis rodadas para o fim – ainda é longa. ‘Um gol pode fazer a diferença na luta pela taça. Se vencermos, daremos sequência ao trabalho. Se perdermos, podemos ficar mais para trás’, encerrou.