Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Aldo Rebelo admite preocupação com prazo dos estádios

Ministro do Esporte pediu celeridade nas obras para a Copa de 2014, que precisam ficar prontas em dezembro deste ano

Nesta terça-feira, em audiência pública realizada em Brasília, o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, admitiu preocupação com a situação dos estádios para a Copa do Mundo de 2014 que ainda estão em construção. O ministro pediu celeridade nas obras, que precisam ser concluídas até dezembro, prazo estabelecido pela Fifa.

Leia também:

Felipão: ‘É hora de pensar na seleção e não em dinheiro’

Neymar na seleção: agora do Barcelona, nada de conversa

“Nós temos condições de cumprir todos os prazos, mas isso vai exigir um ritmo maior das obras em relação ao executado até o momento. A maior parte das obras hoje precisa desse acréscimo. Isso nos acende um sinal amarelo. Temos essa preocupação com o prazo”, afirmou Rebelo.

Leia também:

Arenas da Copa podem ser usadas para o UFC no Brasil

Valcke: “Foco agora são os estádios da Copa de 2014”

Dos doze estádios que irão sediar a Copa do Mundo de 2014, seis ainda não foram concluídos: Arena Corinthians (São Paulo), Arena da Amazônia (Manaus), Arena das Dunas (Natal), Arena da Baixada (Curitiba), Arena Pantanal (Cuiabá) e Beira-Rio (Porto Alegre).

Leia também:

Maracanã: ‘preço final’ é R$ 1,19 bi, 69% acima do previsto

Tire suas dúvidas sobre os ingressos para a Copa de 2014

“Obras como a construção dos estádios permitem a partir de um determinado nível o recebimento de um número maior de operários e engenheiros. Nas etapas iniciais isso não é possível. Mas depois disso você pode ter uma obra mais intensiva”, afirmou o ministro, que negou que a intensificação das obras aumente o custo das construções. “Ao invés de pagar dez trabalhadores durante dois meses, você paga vinte durante um mês”, explicou.

(Com Gazeta Press)