Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agora, Andrés Sanchez quer ‘acertar os ponteiros’ na CBF

Ele quer representar a entidade nos eventos para a Copa da Confederações

Um dia depois de dizer que a “tendência” era deixar o cargo de diretor de seleções da CBF, Andrés Sanchez mudou o tom nesta terça-feira e revelou que pretende representar a entidade, nesta sexta-feira, na entrevista que reunirá os técnicos de todas as seleções que disputarão a Copa das Confederações de 2013 – o sorteio das chaves do torneio será no sábado, no Anhembi, em São Paulo. Sanchez disse que vai se reunir com Marin “nos próximos dias para acertar os ponteiros”: “A seleção é muito mais importante que treinador ou diretor, tenho de ter a cabeça no lugar.”

Leia também:

Isolado e enfraquecido, Andrés deve deixar cargo na CBF

Andrés Sanchez, amigo de Lula, pode ser auxiliar de Fernando Haddad em São Paulo

Na segunda-feira, após participar da abertura da Soccerex, feira de negócios do futebol, no Rio, Andrés revelou que só faltava conversar com o presidente José Maria Marin para acertar a demissão, mas adiou o encontro agendado para esta terça-feira. Andrés ficou contrariado com a demissão de Mano Menezes, na última sexta-feira, dois dias depois da conquista do título do Superclássico das Américas, diante da Argentina, em Buenos Aires.

Leia também:

Andrés Sanchez: na CBF, mas com cabeça no Corinthians

Chefão da seleção acha futebol do Barcelona uma ‘balela’

Para Andrés, técnico estrangeiro na seleção brasileira seria ‘ridículo’

Bicheiro é mentor na ‘escola Andrés’ de craques do futuro

“Concordo com tudo que quiserem fazer, mas tudo tem seu momento. E naquele momento não devia mudar o treinador. Tem o sorteio da Copa das Confederações e só estão credenciados o treinador e o diretor de seleções. Vou fazer de tudo para ir”, garantiu Andrés, em entrevista a TV Bandeirantes.

(Com Estadão Conteúdo)