Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Agente de Wesley espera resposta, mas Verdão vê obstáculos no acerto

Por Da Redação 8 fev 2012, 02h18

A negociação entre Palmeiras e Wesley começa a ganhar contornos de uma novela. Nesta terça-feira, uma nota oficial da parte da assessoria do atleta foi usada para esclarecer que o seu empresário, Hugo Garcia, aindanão chegou a um acordo salarial com a equipe de Palestra Itália.

‘Na última segunda-feira (dia 06/02), houve a primeira e única reunião com o gerente de futebol do Palmeiras, César Sampaio, onde apresentou uma proposta contratual. Informamos que até o momento, a Sociedade Esportiva Palmeiras ainda não se pronunciou a respeito da proposta feita pelo representante de Wesley’, disse a assessoria do atleta.

Enquanto isso, o Palmeiras adota a postura oficial que a negociação complicou na questão financeira com o próprio Wesley. Porém, a ideia é manter as conversas para alcançar um acordo.

No início da semana, a informação do intermediário da transação, o empresário e ex-jogador Titi, era que restava apenas alguns detalhes a serem resolvidos entre Palmeiras e Werder Bremen. Mas a negociação parece ter sofrido um grave retrocesso.

Aliás, os representantes de Wesley também não gostaram de uma manifestação do diretor jurídico do Palmeiras, Piraci Oliveira, que chegou a citar que o atleta teria aumentado o pedido salarial nas últimas horas.

A assessoria de Wesley encerra o comunicado citando que o meio-campista segue, por enquanto, como jogador do Werder Bremen até julho de 2014. Por enquanto, o atleta continua treinando de forma separada do grupo da agremiação alemã, já que o Verdão tenta cumprir as exigências bancárias da transação.

Continua após a publicidade
Publicidade