Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Agência alemã antidoping investiga escândalo envolvendo transfusões

A Agência Alemã Antidoping (NADA) divulgou, nesta segunda-feira, que está investigando 30 atletas, incluindo ciclistas e patinadores, considerados suspeitos de um escândalo de doping envolvendo transfusão de sangue.

A investigação parte de casos que Andreas Franke, um médico ex-integrante da equipe olímpica na cidade alemã de Erfurt, usaria um método para injetar sangue após o material ser exposto a raios ultravioleta (UV). O método seria utilizado como forma de aumentar a circulação sanguínea.

Franke, que já foi afastado de atividades esportivas, nega qualquer intenção ilegal na prática. Segundo o médico, a atividade foi usada somente no combate a infecções.

A Agência Mundial Antidoping (Wada) proíbe quaisquer tipos de transfusões de sangue em atletas, exceto se forem necessárias por razões determinadas, após passarem por avaliações de médicos com autorização especial.

‘Obviamente estamos olhando para cada caso para ver se métodos proibidos foram usados, não importa se em atletas olímpicos ou em jovens atletas’, explicou Andrea Gotzmann, diretor da agência alemã. Gotzmann disse também que a NADA teve acesso aos documentos através do Ministério Público.