Clique e assine com até 92% de desconto

África do Sul conquista pela terceira vez a Copa do Mundo de rúgbi

Os Springboks bateram os favoritos ao título na manhã deste sábado; foi a primeira vez que um negro sul-africano levantou a taça como capitão

Por Da Redação Atualizado em 2 nov 2019, 09h09 - Publicado em 2 nov 2019, 09h08

Onde quer que esteja, Nelson Mandela deve estar comemorando neste momento. Afinal, o time sul-africano de rúgbi venceu na manhã deste sábado a Copa do Mundo pela terceira vez em sua história. Os Springboks bateram a Inglaterra, considerada a favorita antes da partida, por 32 a 12 no Estádio Internacional de Yokohama, no Japão. A primeira conquista, ocorrida em 1995, teve a presença do próprio Mandela em campo, recém-empossado presidente da África do Sul. O segundo título veio em 2007.

O tricampeonato não teve significado menos especial. O time sul-africano, que já foi um dos símbolos do regime de segregação racial apartheid, teve no Japão o seu primeiro capitão nesta edição do Mundial: o flanker Siya Kolisi. “É muito especial e foi muito mais do que um jogo para nós. Somos realmente gratos de termos nossas famílias aqui e o que eu sempre quis era inspirar meus filhos e todas as outras crianças da África do Sul”, disse o capitão após a partida.

  • Depois de empunhar o troféu Webb Ellis, Kolisi falou mais um pouco sobre a simbologia deste feito. “Muitos de nós na África do Sul só precisa de uma oportunidade, e há muitas histórias não contadas”, disse. “Nunca sonhei com um dia como este, quando era criança só pensava em conseguir meu próximo prato de comida. Espero que nós tenhamos dado um pouco de esperança e inspirado o país a se unir em torno da missão de melhorá-lo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade